Publicidade

Correio Braziliense

Produtos de maquiagem da cor da sua pele

Atemporais, os tons de nude durante muito tempo estiveram erroneamente associados ao bege rosado. Hoje, representam uma verdadeira luta por representatividade na indústria de beleza


postado em 01/03/2020 04:17 / atualizado em 23/03/2020 17:28

Dai Schmidt, idealizadora do Desfile Beleza Negra, diz que as marcas de cosméticos precisam oferecer produtos para todos os tons de pele(foto: Arquivo Pessoal)
Dai Schmidt, idealizadora do Desfile Beleza Negra, diz que as marcas de cosméticos precisam oferecer produtos para todos os tons de pele (foto: Arquivo Pessoal)
 
 
Queridinho de muitos maquiadores, o nude conquistou espaço no ramo da beleza. Batons, blushs e esmaltes cor da pele são comumente utilizados nas produções básicas do dia a dia, na hora de fazer a famosa make “olho tudo e boca nada”, entre tantas outras aplicações possíveis para esse tom versátil. Mais que uma opção, é essencial quando se trata de produtos para o rosto, como base, corretivo e pó — em que não apenas a cor da pele deve ser contemplada, mas também seus subtons. Afinal, o que é a cor nude?

Essa tonalidade não se define apenas por uma cor, mas, sim, pela gama de cores mais próximas da pele — da negra à branca. Ou seja, é o tom que praticamente se camufla no corpo. Dai Schmidt, idealizadora do Desfile Beleza Negra de Brasília, resume: “O nude não é uma cor específica, é um conceito”.

Durante anos, porém, o bege rosado foi classificado erroneamente como nude, o que causou marcas ainda persistentes na relação entre negros e maquiagem. “Eu vi uma propaganda de um lançamento que parecia o tom da minha pele e, quando comprei, não era compatível. Fui tentar trocar o produto e não tinha o meu tom. Tive que ficar com a base errada e tentar fazer misturas”, lembra Dai.

Na contramão desse caso, algumas empresas cosméticas ouviram os consumidores e começaram a oferecer mais tonalidades. Segundo Carolina Bertelli, porta-voz da Dailus, marca que lançou a linha Nude, com 20 cores de batons líquido e em bala e esmaltes, existe o objetivo de ampliar a representatividade do portfólio e o cuidado de testar os produtos em todos os tons de pele.

Para Dai, a mudança no mercado é visível, mas ainda há um longo caminho a percorrer. “As marcas precisam saber que existem negras com vários tom de pele.” Seguindo indicações de maquiagens pensadas para peles negras e de produtos disponibilizados com uma gama de cores ampliada, a Revista preparou uma vitrine diversa para você!

*Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte

(foto: Dior/Divulgação)
(foto: Dior/Divulgação)

Base Backstage Face & Body, que tem mais de 40 tons disponíveis, da Dior (R$ 215)
(foto: Negra Rosa/Divulgação)
(foto: Negra Rosa/Divulgação)

Base líquida de cobertura leve a média e composição oil free, da Negra Rosa (R$ 46)
(foto: Pausa Para Feminices/Divulgação)
(foto: Pausa Para Feminices/Divulgação)

Base Pausa para Feminices matte de alta cobertura, à venda pela Sephora (R$ 49)
(foto: M.A.C/Divulgação)
(foto: M.A.C/Divulgação)

Paleta da linha Mineralize com diversos corretivos, da M.A.C (R$ 169)
(foto: Laura Mercier/Divulgação)
(foto: Laura Mercier/Divulgação)

Pó translúcido Loose Setting Powder da Laura Mercier, à venda pela Sephora (R$ 199)
(foto: Adversa/Divulgação)
(foto: Adversa/Divulgação)

Corretivo líquido vegano de cobertura média, da Adversa (R$ 16)
(foto: Dailus/Divulgação)
(foto: Dailus/Divulgação)

Batom nude superbrilho, da Dailus (R$ 15)
(foto: Dailus/Divulgação)
(foto: Dailus/Divulgação)

Esmalte da linha Nude, da Dailus (R$ 6)
(foto: Too Faced/Divulgação)
(foto: Too Faced/Divulgação)

Batom Too Faced Neutral Nude de acabamento cremoso e alta pigmentação, à venda pela Sephora (R$ 105)

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade