Revista

Estrela da decoração: a parede pode ser o centro das atenções

Com cores e materiais diversos, é possível transformar a parede em um ponto decorativo do lar. Há propostas mais definitivas e aquelas que podem ser mudadas com facilidade

Ailim Cabral
postado em 18/03/2020 08:00
A parede de drywall recebeu cortes geométricos e um ponto de cor no projeto de Andrade & Mello Arquitetura
Ao pensar na decoração de um ambiente, enxergamos o espaço vazio e vamos imaginando onde ficarão móveis, tapetes, quadros, plantas e outros itens de ornamentação. O que muitos ainda não visualizam é como as paredes podem ser incrementadas, virando um dos pontos fortes do espaço.

Ao trabalhar a parede, ela se torna o principal destaque para quem entra no cômodo. ;Podemos apostar em uma pintura ou um revestimento mais elaborado, quando queremos chamar mais a atenção para aquele lugar. Ela se torna um ponto focal;, explica o arquiteto Renato Andrade, do escritório Andrade & Mello Arquitetura.

Ao investir em paredes diferenciadas, é importante conhecer o perfil do cliente. Existem os que querem algo mais permanente e não vão enjoar rapidamente nem mudar a decoração com tanta frequência. Para esse perfil, placas cimentícias, revestimento cerâmico e de tijolo, que se tornaram tendência, são opções válidas e indicadas.

Renato ensina que elas exigem um comprometimento maior, uma vez que para fazer a instalação é necessário contratar profissionais, e a pequena reforma acaba fazendo um pouco mais de sujeira e bagunça na casa.

E quem adora mudar a decoração, não quer saber de quebra-quebra dentro de casa, mas deseja uma parede diferenciada para chamar de sua? As soluções existem e estão fazendo bastante sucesso na internet, com tutoriais completos. Elas podem ser criadas com papel de parede, tecido, boiserie e com a própria tinta em cores ousadas e desenhos geométricos, por exemplo.

Patrícia Fecci, gerente de marketing para serviços de Cor & Design das tintas Sherwin-Williams, afirma que as tintas são formas práticas, rápidas e baratas para incrementar uma parede comum. Ela cita o ombré, ou pintura degradê, que dá um charme a mais aos ambientes; as formas geométricas na parede, que trazem ar de modernidade; as paredes bicolores, divididas na horizontal em determinada altura; e os tetos coloridos, nos quais a tinta pode ;vazar; pelo rodateto. ;Hoje, existem formas de pintura, técnicas que podemos aplicar para fazer algo diferente e que combine com a personalidade de quem vai viver naquele espaço;, acrescenta.

Cuidados com o DIY


Estilizar a própria casa é uma ideia atraente ; colocar uma música, um macacão velho, um lenço na cabeça e protagonizar uma cena de filme, que pode ser em família, em dupla ou mesmo sozinho. Mas o DIY (do it yourself ou faça você mesmo) requer alguns cuidados para o efeito não decepcionar.

Papéis de parede e tecidos são mais fáceis e basicamente não fazem sujeira. Seguem a mesma lógica de revestimentos simples que podem ser colados na parede em um dia. Os painéis de madeira (boiserie) também são opções relativamente fáceis, exigem a fixação com parafusos, mas podem ser feitos por leigos.

O boiserie traz um ar clássico e pode ser combinado com cores e estilos mais atuais. ;Ele é fácil de aplicar, o mais difícil é alinhar as distâncias certas e os 45; graus nas quinas;, explica Renato. O arquiteto afirma que existem kits prontos no mercado para quem quer aplicar sozinho. O profissional ressalta que é importante ter certeza de que o adorno não está torto, medir e testar as proporções e distâncias entre um e outro, além de ver previamente como eles vão se alinhar com a disposição da mobília.
Boiserie em quarto projetado por Andrade & Mello Arquitetura

Para pintar as paredes, além dos cuidados básicos de cobrir os móveis e o piso, é importante estar atento ao efeito que pretende criar. Patrícia ensina que, para a bicolor, é importante analisar a altura do pé direito da casa ou apartamento para que o desenho fique harmônico.

Ao fazer os desenhos geométricos, sejam quadrados, listras, zigue-zague, sejam triângulos, é necessário definir onde vão ficar os móveis e outros itens de decoração, como quadros, para que eles não escondam o desenho.

Tendência colorida


Muita gente, para ousar sem elaborar demais, acaba apenas colorindo uma das paredes do cômodo com tons fortes. Segundo Patrícia, a tendência de 2020 é o azul-naval, bem forte e saturado ; uma das cores mais queridas da decoração, com índice de rejeição baixo no mundo todo. No Brasil, os tons terrosos, cada vez mais intensos, fazem mais sucesso. Os rosados também tiveram aumento na popularidade. Nas regiões Norte e Nordeste, as cores quentes são as preferidas, enquanto no Sul e Sudeste, as frias são maioria.

Patrícia explica que, em termos de vendas, os tons mais claros ainda estão entre os mais vendidos, mas há cerca de 10 anos a curva da tendência vem mudando. ;Os brancos e off-whites vêm caindo, enquanto as cores e tons mais fortes estão subindo rapidamente.;

Painel
  • O boiserie é um tipo de moldura de parede. Começou a ser usado pela realeza na França por volta do século 18 e ajuda, inclusive, com o isolamento térmico. Pode ser feita em madeira, a mais comum, mas também é possível encontrar em gesso, poliuretano e até em cimento.


Passo a passo da parede ombré


As paredes que ajudam a criar um cenário perfeito para fotos, sejam elas elaboradas, sejam simples, ganharam um nome divertido nas redes: paredes instagramáveis. Confira um passo a passo de Patrícia Fecci, gerente de marketing para serviços de Cor & Design das tintas Sherwin-Williams, para criar a sua.

1 - Limpe a superfície usando pano, esponja umedecida com água e um pouco de detergente neutro. Remova toda a poeira e sujeira e depois lave com água limpa para retirar os resíduos. Coloque fita nas bordas da parede para não manchar as adjacentes.

2 - Pinte a parede inteira com a tonalidade mais clara e deixe secar por três a quatro horas. Opte por uma tinta de qualidade para garantir uma boa cobertura na parede, o que criará uma superfície fresca para a tinta se misturar.

3 - Para obter a aparência ombré, meça três seções iguais na parede e marque levemente a lápis. A seção superior será a cor mais clara. A cor mais escura fica na parte inferior, deixando a cor intermediária para o centro.

4 - Pinte a seção do meio com a segunda cor mais clara, use um rolo para obter uma aparência uniforme. A divisão de uma cor para a outra não precisa ser perfeita, pois, após essa etapa, haverá a mistura de tons.

5 - Pinte o tom mais escuro na parte inferior da parede, deixe um pouco de espaço entre as duas seções. Caso você queira um ombré mais sutil, use cores semelhantes e considere escolher três cores da mesma família.

6 - Para criar a borda úmida, use um pincel n; 4, repinte a borda inferior da sua cor do meio. Trabalhe em pequenas seções para que a tinta não seque durante a fase de mistura. Você precisará trabalhar com tinta úmida durante a mistura. Com um pincel n; 4 diferente, repinte a cor de fundo adjacente à nova borda úmida da cor do meio.

7 - Segure o pincel em um ângulo de 45; graus para misturar as cores uniformemente. Crie um X com o pincel, misturando as cores e continue fazendo isso até que ambas se misturem por completo, formando um gradiente e criando uma transição de tons.
[FOTO1556845]

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação