Revista

Próximo Capítulo

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 29/03/2020 04:09

A cara do brasileiro na TV

Se um levantamento for feito para descobrirmos um ator que represente a cara do brasileiro, talvez o nome de Lima Duarte esteja entre os mais citados. Seria merecido. Lima completa 90 anos hoje como um dos maiores atores da nossa telinha. Foi por meio dele que conhecemos ; e nos identificamos em algum ponto ; com personagens marcantes como Sassá Mutema, Sinhôzinho Malta ou Josafá Tavares, defendidos por ele em O Salvador da Pátria (1989), Roque Santeiro (1985) e O outro lado do paraíso (2017), respectivamente.

Poderíamos dizer que a relação de Lima Duarte com a televisão é umbilical. Isso porque o ator e diretor está lá desde o dia da inauguração, em 18 de setembro de 1950. Pioneiro, Lima fez parte do primeiro teleteatro, no mesmo dia, e da primeira novela, Sua vida me pertence, no ano seguinte.

De lá para cá, podemos dizer que a trajetória de Lima sempre se confundiu com a da televisão. Ele fez teleteatros levando autores como William Shakespeare e Tennessee Williams ao grande público lá no início, estrelou novelas desde a época da TV Tupi, esteve à frente de folhetins marcantes como Roque Santeiro, e, agora, está no streaming com Treze dias longe do sol e Aruanas.

Tudo isso com duas grandes marcas desse ator maiúsculo e hoje nonagenário: a voz e o olhar, além do talento, claro. A voz de Lima vai além dos personagens que ele vive nas telas. Não raro ele é narrador de obras e ainda dublou tipos como Catatau, o grande amigo do Zé Colmeia. Difícil encontrar outro ator da televisão que fale tanto com o olhar. Como Shankar, de Caminho das Índias (2009), isso ficou bem claro, ainda mais na cena em que ele descobre que é pai de Opash (Tony Ramos). Antológica, como antológica é a participação de Lima Duarte na teledramaturgia brasileira. Parabéns, Lima!

O Próximo Capítulo ousa elencar cinco momentos inesquecíveis de Lima Duarte nas novelas:


Zeca Diabo
O bem amado (1973)


Sinhôzinho Malta
Roque Santeiro (1985)


Sassá Mutema
O Salvador da Pátria (1989)


Murilo Pontes
Pedra sobre pedra (1992) e A indomada (1997)


Shankar Sündrani
Caminho das Índias (2009)


Adaptação televisiva
O livro Casais inteligentes enriquecem juntos, de Gustavo Cerbasi, ganhará uma versão seriada. A adaptação fica por conta de Pedro Vasconcelos, que fica responsável pela produção e direção do projeto. Prevista para estrear no segundo semestre de 2020 no GNT, a comédia mostrará lições e desventuras de diferentes casais. No elenco, Kefera (foto), Léo Jaime, Evandro Mesquita, Patrícia Travassos, Pedro Vasconcelos, Flavia Garrafa, Jonathan Azevedo e Louise Cardoso.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação