Revista

Covid-19: cuidados indispensáveis com a higiene do lar

Com a pandemia da Covid-19 decretada, a recomendação é ficar em casa. Mas, mesmo dentro dela, é necessário atentar aos cuidados e redobrar a higiene doméstica

Silvana Sousa*
postado em 04/04/2020 11:35
Cozinhas e banheiros devem ser higienizados sempre que forem usados. Álcool 70% e água sanitária diluída em água são os produtos mais recomendadosAs roupas são retiradas antes de entrar em casa. O álcool em gel é item indispensável para higienizar as mãos antes de tocar a maçaneta. Da porta para dentro, o banho vem antes de qualquer boas-vindas. Essa tem sido a rotina da família Monteiro há duas semanas.

Heloísa Monteiro Berceline, 28 anos, e Michel Barceline, 29, moram em uma casa de sete cômodos com os filhos de 8 e 2 meses de idade. A mãe e as crianças permanecem em isolamento contínuo, mas, como o gerente de produção não foi liberado pela empresa, a solução encontrada foi intensificar a rotina de higiene da casa. ;Nós procuramos manter a calma e seguir as recomendações;, conta Heloísa, que passou a limpar a casa uma vez por dia.

Para desinfetar os móveis, uma solução de água e álcool 70 é utilizada. No chão, a medida é de duas tampas de água sanitária por litro de água. Misturas que, segundo o biomédico Roberto Figueiredo, conseguem eliminar de 80% a 90% dos organismos que possam estar nas superfícies, o que inclui a Covid-19.
Para manter a qualidade do ar, é importante deixar o local arejado. Janelas abertas e entrada de luz natural são indispensáveis

O biomédico explica que o vírus é um agente acelular, formado basicamente por proteínas e por ;chavinhas; que se localizam nas extremidades, estas são utilizadas pelo organismo para perfurar célula. Uma vez dentro, e só assim, o vírus consegue se multiplicar e espalhar a doença. ;Ao fazer a utilização de água, sabão, álcool, desinfetante, essas chavinhas são eliminadas e o vírus não consegue mais fazer o processo de entrada, reprodução e contaminação;, explica.

De acordo com o especialista, limpar a casa uma vez ao dia já é o suficiente para minimizar os riscos de contaminação, caso a família esteja isolada. Se os moradores receberem visitas ou caso alguém tenha que sair de casa, o recomendado é limpar novamente a residência e desinfetar objetos de contato, como sofás e cadeiras. Roupas, sapatos e outros objetos que estiveram em contato com o corpo devem ser colocados para lavar imediatamente após o uso.


Mais faxina

Ter um cantinho reservado para deixar o calçado e a bolsa usada para sair à rua é uma boa solução de higiene. Mas, antes de guardá-los, eles precisam ser desinfetados com alvejante ou álcool 70%
Quem também mudou a rotina de limpeza foi a estudante Karla Ribeiro, 25, que aumentou a frequência da faxina de uma vez por semana para uma vez por dia. ;Agora, com a situação da Covid-19, limpo as maçanetas, os controles, os celulares e os interruptores todos os dias com álcool 70% líquido, que coloco em um borrifador. Também limpo as maçanetas da lixeira do meu andar e o botão do elevador;, conta.

Por ser um local onde ainda circula, a estudante faz a higienização por uma questão de controle e tranquilidade. ;Assim, eu tenho como controlar aqui dentro e ter certeza da minha rotina e do meu marido, já que eu não posso ter certeza da rotina dos meus vizinhos nas áreas comuns. Estou fazendo isso no automático e acredito que estou contribuindo não só para mim, mas para os outros moradores.;

Além da limpeza dos objetos, Karina procura deixar a casa o mais arejada possível, mantendo as janelas abertas, medida que o biomédico Roberto aponta ser essencial, pois mesmo que os moradores não peguem o corona, ambientes fechados e com pouca circulação de ar são propícias a outra doenças respiratórias, como sinusite e alergias.
Sempre que precisa sair, mesmo que seja apenas para deixar o lixo no corredor, a estudante Karla Ribeiro higieniza todas as superfícies com as quais teve contato

Ao chegar em casa

Não toque em nada antes de se higienizar.
Tire os sapatos e as roupas ; que devem ser colocadas para lavar imediatamente ou colocadas em uma sacola plástica e no cesto de roupa.
Deixe bolsa, carteira e chaves em uma caixa na entrada.
Tome banho! Se puder, lave bem todas as áreas expostas.
Limpe o celular e os óculos com sabão ou álcool.
Limpe as embalagens que trouxe de fora antes de guardar

Protocolos de convivência (grupos de risco)


Caso um dos moradores da casa esteja infectado e não apresente complicações, a recomendação do Ministério da Saúde é que essa pessoa fique em isolamento domiciliar. As pessoas que convivem na casa devem seguir as seguintes recomendações:
Dormir em camas separadas
Não compartilhar toalhas, talheres, copos ou demais objetos de uso pessoal.
Limpar e desinfetar diariamente superfícies de contato (sofás, cadeiras, fogão).
Manter os quartos ventilados
Usar banheiros diferentes. Caso haja apenas um banheiro, desinfetar com alvejante.

Fonte: Konecranes

*Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação