Publicidade

Correio Braziliense

Cabelos presos são mais seguros para quem precisa sair de casa

Penteados práticos, seguros e bonitos evitam passar a mão para afastar os fios e protegem contra a contaminação pelo coronavírus


postado em 08/05/2020 19:05 / atualizado em 08/05/2020 18:57

(foto: Monique Renne/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Monique Renne/Esp. CB/D.A Press)
Tirar os sapatos, as roupas (se possível) e lavar as mãos antes de entrar em casa, usar máscaras e luvas e não esquecer o álcool em gel quando precisar sair. Essas são algumas das recomendações para as pessoas que precisam sair de casa durante o período de isolamento social.

Porém, há um cuidado extra ao qual é importante prestar atenção. Por mais que o cabelo não seja uma porta de entrada para o coronavírus, os fios, se tiverem contato com gotículas de saliva ou objetos infectados, podem ser agentes de contaminação. “São hospedeiros e, se estiverem infectados, podem transmitir a doença caso seja passada a mão e levada até a boca ou nariz”, explica a tricologista Viviane Coutinho. 

O dermatologista Tiago Silveira acrescenta que quanto maior o cabelo, maior o risco. Quando está solto e vai até as costas, por exemplo, não é possível visualizar se está tocando algum objeto. Se uma pessoa contaminada tosse, espirra ou mesmo fala muito perto, as gotículas que levam o vírus podem atingir os fios. 

Tiago recomenda que os homens mantenham os cortes mais curtos e as mulheres que não quiserem cortar devem usar coques compactos, diminuindo a área de exposição. Chegando em casa, além de todos os outros cuidados, o banho deve ser completo, os fios devem ser lavados toda vez que tiverem contato com o mundo exterior. 

As franjas e os fios mais próximos do rosto também podem ser presos ou afastados com tiaras e faixas. “Fica muito perto dos orifícios da face e acabamos colocando a mão para coçar, tirar os fios da frente dos olhos e isso também aumenta as chances de contaminação”, explica. 

O penteado mais indicado, segundo Tiago, é o coque. A opção é a que mais diminui a área de exposição dos fios, mas, para quem não consegue ou não gosta, tranças e rabos de cavalo também podem ser usados. 

Para evitar a dor de cabeça e não machucar os fios ou o couro cabeludo, não faça o penteado com muita tração, não puxe muito o cabelo. Invista em prendedores que não quebrem ou amassem os fios. 
 
Ver galeria . 9 Fotos Scrunchie Paetê Colorido, da Amaro (R$ 29,90)Divulgação/Amaro
Scrunchie Paetê Colorido, da Amaro (R$ 29,90) (foto: Divulgação/Amaro )

Sem pelos

No caso dos homens, é indicado remover a barba. Os pelos podem ser agentes de contaminação e ficam muito próximos à boca e ao nariz. Quando são volumosas, dificultam o acoplamento de máscaras ao rosto, deixando a pessoa ainda mais exposta. 

Dica de coque

(foto: Reprodução )
(foto: Reprodução )

Pedimos para o hair stylist Rangel Portela ensinar um coque diferente, pois mesmo com os fios presos é possível manter o estilo. 
  • Para começar, faça um rabo de cavalo alto ou na altura que desejar que fique o coque . Amarre com elástico forte e apertado.
  • Divida em duas partes, enrole bem os fios e torça como costuma fazer para prender normalmente. 
  • Esconda as pontas para dentro do coque e prenda com grampos para ficar bem firme.
  • Separe uma mecha do rabo de cavalo e faça uma trança. Depois de prender as pontinhas com elástico, afrouxe um pouco todos seus gomos para o trançado ficar mais soltinho e romântico, enrole em volta do coque e prenda a ponta com grampo. 
(foto: Reprodução )
(foto: Reprodução )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade