Revista

Lar, gostoso lar

Sentir-se bem em casa ganhou ainda mais importância diante do isolamento social. Saiba como adicionar conforto e aconchego aos ambientes.

postado em 24/05/2020 04:18
Incluir elementos pessoais e afetivos na decoração de casa é sinônimo de identificação com o lar e bem estar certeiro.









O período de isolamento social ressignificou o estar em casa. Pontos que não eram vistos durante a correria do dia a dia, hoje, podem representar desconforto e provocar desejos de mudanças na decoração e organização do lar.

Em meio ao novo modelo de home office, adicionar conforto aos cômodos surgiu como uma vontade de muitos, mas, a arquiteta e decoradora Isabella Nalon explica que precisamos nos questionar algo antes: o que me traz aconchego?

Segundo ela, para diferentes perfis existem diferentes respostas. ;Para um bom leitor ou ouvinte de música, uma poltrona deliciosa, a luz certa e uma estante para seus livros ou acervo de música trará conforto e aconchego. Para quem curte uma tv com a família, o sofá ideal e as cores escolhidas. Para quem curte receber os amigos, ambientes integrados e funcionais;.

Porém, em todos os casos a receita é a mesma: usar os conhecimentos de cores, iluminação e o mobiliário ideal para projetar as vontades e o perfil do morador. Algumas máximas também podem ajudar nesse processo.

Materiais naturais, como a madeira, dão sensação de bem-estar. Cores suaves, plantas e mobiliário confortável ajudam a relaxar. ;Mas para relaxar, não significa usar tons claros e neutros. É possível criar um ambiente aconchegante, relaxante e colorido;, destaca Isabella.

Seguindo a mesma premissa, os tapetes, mantas no sofá e na cama e as almofadas também adicionam comodidade e completam o ambiente trazendo aconchego emocional e, possivelmente, pontos de cor.

Sobre a atuação da natureza dentro de casa, Isabella esclarece: ;Gosto de utilizar plantas, tanto em área interna quanto externa. Elas trazem aconchego e, na área externa, adoro escolher plantas com cheiro agradável, como jasmim, gardênia ou dama da noite. Também gosto muito de utilizar mais de um elemento da natureza. Se você conseguir mesclar a terra, com vasos de planta, o fogo, com lareiras ecológicas, e a água, como uma mini cascata, a sensação de aconchego e relaxamento será enorme;.

Ela completa dizendo que funcionalidade e praticidade também trazem conforto. A cadeira certa, mobiliário ergonômico e espaços planejados para guardar os itens de escritório e livros, adicionam comodidade e bem-estar, além de ajudarem na concentração.

As arquitetas Paula Passos e Danielle Dantas, do escritório Dantas, explicam que a iluminação mais quente, com luzes mais amareladas e pontuais, luzes indiretas ajudarão a cumprir esse objetivo.

Além disso, texturas nas paredes e nos objetos são excelentes aliadas. Elas afirmam que a madeira nos aquece e abraça, o tricô traz maciez e delicadeza, assim como as poltronas de veludo e mantas.




Decoração afetiva

Os elementos afetivos, como fotos ou lembranças de viagens, também são ótimos para aumentar a conexão entre os moradores e o espaço. A designer de interiores Mariana Rodrigues dá algumas dicas para decorar com memórias:

Elementos que compõem a decoração afetiva: móveis antigos, louças e até coleções fazem parte das decorações com peso sentimental. Se não estiverem em bom estado, a solução pode ser investir em pequenos reparos, como troca de estofado, dos puxadores ou uma nova pintura.

Faça você mesmo: reunir os moradores da casa para rever fotos e objetos antigos pode ser um momento valioso ; e, ainda por cima, render uma repaginada na decoração. ;Para famílias com filhos pequenos, reunir a garotada para lixar um móvel pode ser uma forma de unir e engajá-los em um período marcado por falta de atividade. Essa interação entre passado, presente e futuro é uma riqueza na decoração;, aatestaa designer da Arbore.

Decoração cheia de vantagens: Mariana destaca que reaproveitar móveis e objetos afetivos pode ser uma atitude sustentável! ;Além de diminuir o excesso de consumo, há uma redução do impacto ambiental, presente em qualquer descarte;.

Buscar aqueles itens esquecidos no fundo do armário e abandonados à ação do tempo pode gerar boas descobertas!




Cantinho zen

Transformar um espaço esquecido em um ambiente relaxante modifica toda a atmosfera da casa ; além de ser o espaço perfeito para se desligar um pouco do home office. Lígia Costa, sócia da imobiliária Costa Cesar, destaca que alguns estudos revelaram que morar perto da natureza ajuda na manutenção da saúde mental e física.

Sendo assim, montar o cantinho zen próximo ao jardim da casa ou adicionar plantas à varanda do apartamento são indicações que cooperam para deixar o cômodo agradável.

Além disso, montá-lo em um local silencioso, onde seja possível refletir, descansar ou mesmo ouvir a playlist de músicas preferidas também ajuda a relaxar e a desacelerar os pensamentos. ;Pode ser até mesmo duas cadeiras no canto da sala ou uma rede na varanda;, explica.

Caso não encontre o espaço perfeito, redecorar com itens pessoais e fazer da sala de estar um espaço especial e de escape diário também fará você se sentir bem!




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação