Revista

Uma DR do bem

Renata Castro Barbosa e Léo Castro estrelam quadro em que casal vive as dificuldades e as delícias da quarentena a dois

postado em 14/06/2020 04:35
Renata Castro Barbosa e Léo Castro estrelam quadro em que casal vive as dificuldades e as delícias da quarentena a dois
Quando um casal diz que vai ter uma DR logo vem à mente duas pessoas discutindo, provavelmente ferindo-se e pondo a relação em risco. Não se estiverem em questão os atores Renata Castro Barbosa e Léo Castro. Eles estrelam o quadro de humor DR ; Diálogos risíveis, filmado durante a quarentena do apartamento para o Zorra, programa de humor que a Globo exibe aos sábados à noite.

Na tela, eles vivem Bia e Maurício, um casal que enfrenta a quarentena ficando juntos muito mais tempo do que estavam acostumados, como tem acontecido na vida fora das telas com vários casais. ;Não temos tantas semelhanças com eles; Eles brigam bastante, se implicam e não curtem a quarentena em nada. Já nós, tirando toda a tragédia lá de fora, nos divertimos um com o outro dentro de casa;, compara Renata, em entrevista ao Correio.

Léo completa: ;Acredito que a realidade dos casais confinados se assemelhem bastante com a do Maurício e Bia. Mas a nossa está muito tranquila como casal, até porque começamos a morar juntos por conta da quarentena. Até então tínhamos apenas cinco meses de namoro. Tudo eram flores e agora está virando jardim (risos).;

Inspiração

A ideia do DR ; Diálogos risíveis veio, como diz Renata, para não pirar. ;Nós só queríamos alimentar nossas redes sociais, nos divertir e divertir as pessoas. Era pra ser uma brincadeira. Postamos nas nossas redes, e as pessoas curtiram. Quando o Zorra voltou, fazendo gravações remotas. Gabriela Amaral, chefe de redação, achou que seria interessante juntar tudo;, detalha a atriz.

Como as cenas são gravadas da casa de Renata, para onde Léo se mudou durante o período de isolamento social, um dos desafios era a parte técnica das esquetes. O improviso imperou e não é raro que a iluminação venha de um abajur, de lâmpadas penduradas com cordas pela casa inteira e a imagem seja captada por um celular.

;Quando eu falei pra Renata que eu ia passar cordas pelo teto todo do apartamento para servirem de suporte para a iluminação improvisada, tinha certeza que ela terminaria o relacionamento e me jogaria na rua mesmo com um vírus mortal lá fora. Para minha surpresa, ela permitiu e se empolgou com a ideia. Eu tinha duas câmeras paradas em casa e a mágica é fazer tudo funcionar ao mesmo tempo. Com a equipe do Zorra orientando, tudo ficou mais fácil. Eles sabem muito e estão tendo uma paciência de Jó com a gente;, conta Léo, aos risos.

O ator aproveita para deixar bem claro que a DR entre ele e Renata sempre significa diálogos risíveis, deixando o famoso discutir a relação para depois. ;A gente ri um do outro o dia inteiro. É muito fácil conviver porque somos muito parecidos e, como atores, somos muito observadores. Geralmente entendemos o que desagrada o outro por uma pequena reação ou olhar. Somos melhores juntos;, afirma, apaixonado.

Duas perguntas// Renata Castro Barbosa e Léo Castro

A situação política do país e do mundo sempre foi matéria-prima para humoristas. O Brasil de hoje rende mais graça do que o de alguns anos atrás? Por quê?
Renata: Acho que a política no nosso país sempre rendeu graça, mas acho que agora ela passou a fazer o gênero teatral do absurdo.
Léo: A arte é um espelho da sociedade. Logo, a política sempre será assunto, sempre será matéria-prima dos comediantes. Na verdade, este governo gera menos graça porque traz consigo a desvalorização humana. Mas como piada eles são os melhores do ramo. O mais engraçado é que seus seguidores, na tentativa de defendê-los, geram novas piadas. É piada de sobra.

Qual é a importância do humor num momento de pandemia e isolamento social?
Renata: Acho que tão importante quanto o ar.
Léo: O humor tem importância em todos os momentos, a pandemia só nos coloca de frente para a possibilidade de enxergar essa importância melhor. Na pandemia, rir é buscar manter a sanidade mental. Cada meme, cada filme, série, ou outros conteúdos de humor são um alívio.

Leia entrevista completa com Renata Castro Barbosa e Léo Castro em http://blogs.correiobraziliense.com.br/proximocapitulo/


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação