Publicidade

Correio Braziliense

Plantas e jardins ajudam moradores a manter equilíbrio dentro de casa

Criar um ambiente verde dentro de casa melhora o bem-estar físico e mental dos moradores, além de oferecer mais cor e vida aos espaços


postado em 17/06/2020 09:00 / atualizado em 16/06/2020 19:55

A natureza também funciona como energizante nos espaços para lazer e relaxamento em ambientes externos, como essa varanda do Commo Núcleo de Arquitetura(foto: Thays Bittar/Divulgação)
A natureza também funciona como energizante nos espaços para lazer e relaxamento em ambientes externos, como essa varanda do Commo Núcleo de Arquitetura (foto: Thays Bittar/Divulgação)
Para que o isolamento social não se torne maçante, muitas pessoas procuram realizar atividades estimulantes e desestressantes dentro de casa. O cultivo de plantas pode ser um bom aliado nesses momentos — além de adicionar cor e vida ao ambiente. 

O verde traz tranquilidade para a casa, e sua manutenção é uma oportunidade de manter o contato com a natureza. Segundo Erivaldo Miúdo, florista da rede curitibana Esalflores, há diversas espécies que se adaptam bem ao espaço interno. “No geral, elas são descomplicadas de manter e ótimas alternativas para iniciantes no mundo das plantas”. 

Entre as boas opções estão os cultivos de pacová e lírio da paz. “A pacová é perfeita para casas e apartamentos. Precisa de claridade, mas sem luz direta, e pode ser regada apenas umas duas vezes por semana. O lírio da paz também é uma opção a ser considerada, pois ele gosta de sombra e não exige mais do que regas esporádicas de acordo com a umidade da terra”, explica o florista. 

Suculentas, bambu da sorte e avenca são indicados para deixar o ambiente interno mais aconchegante. Erivaldo lembra que é importante estar sempre atento ao aspecto da planta e observar as reações dela às condições do ambiente para encontrar a frequência ideal das regas e o espaço perfeito para ela energizar sua residência.

Arquiteta e sócia do escritório Commo Núcleo de Arquitetura, Fernanda Namura explica que as plantas têm o poder de melhorar o bem-estar físico e mental dos moradores, além de filtrar poluentes. Sobre o local para acomodá-las, ela indica: “Prefira um local que tenha abundância de claridade, mas não bata sol forte. Alguns bons exemplos de plantas caseiras são samambaia, ficus, antúrio e marantas”.  

Na hora de compor os seus cantos verdes, outra dica da arquiteta é procurar agrupar as plantas de diferentes tamanhos e texturas, mas não necessariamente no mesmo vaso. A ideia é criar um canto verde dentro de casa, que dá sensação de frescor. “Espalhar várias plantas pelo ambiente doméstico pode não ter o mesmo efeito”, afirma ela. 

Em cada canto

  • Quem deseja trazer um pouco da natureza para dentro do quarto, sala e cozinha e não sabe como começar, basta seguir as dicas da arquiteta Fernanda Namura.
  • Na cozinha: “Pense em plantas que são fáceis de limpar, pois é uma área que exige essa praticidade. A jiboia é uma ótima planta para esse ambiente. Além de filtrar os poluentes do ar, à medida que ela vai crescendo, você consegue direcioná-la para onde quiser”.
  • No quarto: “Tente compor as cores das plantas e flores com as cores das paredes e peças de decoração do ambiente. Você pode usar vasos decorativos para abriga-las”.
  • Na sala “Faça o canto verde. As plantas vivem melhor juntas e também dão sensação de frescor para quem vive na casa quando são colocadas dessa maneira. Para decorar o canto, use suportes, cachepôs e vasos de diferentes tamanhos e alturas. Você também pode usar banquinhos de diferentes alturas para apoiá-las”. 

 
*Estagiária sob supervisão de Taís Braga

 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade