Revista

Um pedacinho da gastronomia parisiense em Brasília

Jovem investe na carreira gastronômica, estuda panificação e confeitaria na conceituada Le Cordon Bleu e reproduz clássicos da cozinha francesa

Sibele Negromonte
postado em 13/07/2020 10:00
 (foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)
Jovem investe na carreira gastronômica, estuda panificação e confeitaria na conceituada Le Cordon Bleu e reproduz clássicos da cozinha francesa
Na infância, Cássia Prado costumava fazer pão com a avó paterna. Mal sabia ela que, anos mais tarde, teria em mãos o diploma de panificação de uma das mais importantes escolas de gastronomia do mundo, a Le Cordon Bleu. E a brincadeira virou coisa séria. Hoje, a jovem de 29 anos comanda a cozinha de uma bakehouse, no Sudoeste, e não se vê fazendo outra coisa.

Mas nem sempre foi assim. Houve um tempo em que Cássia até pensou que seguiria carreira na área de relações internacionais. Chegou a concluir o curso, mas a paixão pelo hobby, iniciado ainda criança, falou mais alto. ;Nunca deixei de cozinhar. Na faculdade, sempre levava bolos, cupcakes e outros doces para os colegas. Todos amavam;, diverte-se.

Como viu que levava jeito para a coisa, resolveu fazer cursos pontuais de gastronomia na cidade. Aprendeu de tudo um pouco na cozinha, de doce a salgado, mas foi na panificação e na confeitaria que mais se identificou. Decidida a transformar o hobby em profissão, Cássia deu um passo bem mais largo: matriculou-se na Le Cordon Bleu e embarcou, em janeiro de 2017, rumo a Paris.

Durante um ano, trabalhou duro para se aperfeiçoar na técnica francesa de preparar pães e doces. Fez todo o curso de panificação e algumas cadeiras do de confeitaria. E conseguiu uma oportunidade única: um estágio de seis meses na cozinha do tradicional Ritz de Paris. ;Foi um aprendizado indescritível;, resume a brasiliense.

Bakehouse

De volta a Brasília, em 2018, Cássia começou a trabalhar na concretização de um sonho: abrir um espaço especializado em pães e doces franceses. Durante um ano, testou receitas para montar o cardápio. E aí se deparou com uma dificuldade: a matéria-prima. ;Meus amigos franceses já tinham me alertado que eu teria dificuldade para executar os pratos aqui, por conta dos ingredientes, que não têm a mesma qualidade dos de lá.;

Foram muitas tentativas até Cássia se dar por vencida: se quisesse fazer reproduções perfeitas, teria que usar tanto a farinha quanto a manteiga francesas. Resolvido o problema, a brasiliense terminou de montar o cardápio e abriu, em sociedade com a mãe, em outubro do ano passado, a Merci Bakehouse. Charmosa e aconchegante, a casa traz um pedacinho de Paris para o Sudoeste.

Cássia executa os pães com fermentação natural, sem conservantes. ;É um processo mais lento e, também, mais saudável, já que usamos apenas farinha, água e sal;, detalha. A jovem destaca que o brioche e o croissant logo se tornaram os queridinhos da clientela. ;Nosso croissant é preparado seguindo à risca as técnicas francesas;, garante. No cardápio, ela incluiu, ainda, doces clássicos de Paris, como o creme brulée e a tartelete de limão com merengue.

Pouco meses depois da inauguração, quando a Merci começava a conquistar uma clientela fiel, veio a pandemia. ;Em um primeiro momento, ficamos meio em choque e paramos com tudo.; Passado o susto inicial, Cássia e a mãe, que trabalha na administração e no atendimento da casa, decidiram reabrir em sistema de delivery e take out, com horário e cardápio reduzidos.

Por questão de segurança, a confeiteira, que antes contava com uma ajudante na cozinha, passou a fazer tudo sozinha. ;Por isso, mantivemos apenas os produtos mais pedidos. Eu não daria conta de preparar tudo. Como a procura tem sido muito boa, porém, estamos incluindo, aos poucos, alguns outros itens, como o creme brulée e a tartelete de frutas vermelhas;, explica.

A receita que ela compartilha com os leitores, o delicado Biscoito Viennois, faz parte do cardápio, tanto na versão baunilha quanto limão, e é perfeito para degustar com um café ou chocolate quente ; ótima pedida para estes dias frios. Uma outra demanda que surgiu a pedido dos clientes foram as cestas com produtos selecionados. ;A procura tem sido muito boa, não só em datas festivas, mas também no dia a dia. Gente querendo presentear pessoas queridas neste momento de isolamento.; Hoje, com toda a bagagem adquirida, Cássia continua fã dos pães da avó mineira, que ainda prepara algumas delícias para a neta. ;Mas, agora, eu também costumo fazer minhas receitas para ela;, diverte-se.


Biscoito Viennois de Baunilha

Ingredientes
190g de manteiga em temperatura ambiente
75g de açúcar de confeiteiro
1/2 fava de baunilha ou uma colher de chá de essência de baunilha
30g de clara de ovo (clara de 1 ovo)
225g de farinha de trigo

Modo de preparar
Bata a manteiga na batedeira até ficar cremosa. Incorpore o açúcar de confeiteiro, a baunilha e a clara de ovo até a mistura ficar homogênea. Adicione a farinha de trigo aos poucos.
Coloque a massa em um saco de confeiteiro com um bico de confeitar modelo pitanga. Distribua a massa em uma assadeira, fazendo a forma de um W.
Asse em forno preaquecido a 180;C, por 15 minutos.

Serviço

Instagram: @merci.bakehouse

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação