Publicidade

Correio Braziliense

Com ou sem barba? Medo de contaminação pelo coronavírus causa a dúvida

Durante a pandemia, muitos barbudos ficaram com dúvidas sobre os cuidados com os pelos. Saiba como mantê-los saudáveis e evitar a contaminação pelo coronavírus


postado em 17/07/2020 08:30 / atualizado em 16/07/2020 17:03

Para o barbeiro Endriu Peixoto dos Santos, não é necessário raspar o pelo, mas é importante ser mais cuidadoso(foto: Arquivo Pessoal )
Para o barbeiro Endriu Peixoto dos Santos, não é necessário raspar o pelo, mas é importante ser mais cuidadoso (foto: Arquivo Pessoal )

Para os homens que não abrem mão da barba, a pandemia do novo coronavírus veio acompanhada de preocupação com os cuidados e de dúvidas sobre a necessidade, ou não, de removê-la. Segundo orientação da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), retirar a barba facilita a higiene da região, no entanto, não é preciso raspá-la. O mais importante é redobrar a limpeza dessa parte do corpo.

Letícia Aparecida Braga Silva, especialista em barba e designer de corte masculino, orienta a manter os pelos curtos, higienizá-los com frequência e, principalmente, evitar levar a mão ao rosto. “É preciso prestar atenção ao tamanho do pelo, pois, para proteger, a máscara precisa tampar toda a boca e o nariz. Também se deve lavar a barba diversas vezes ao dia.”

A designer dá dicas, ainda, sobre a preparação da pele. “Use produtos adequados. Eles são necessários para abrir os poros e evitar irritabilidade”, justifica. E dá a dica para manter a barba saudável: “Utilize a ozonioterapia (vapor de ozônio) para evitar o contato direto com toalhas e mãos. Assim, os poros abrem e se neutralizam, além de tirar qualquer resíduo de bactérias e impurezas presentes no ar”.

O barbeiro Endriu Peixoto dos Santos, 34 anos, não acha necessário a retirada da barba neste momento, mas reforça que a atenção com ela deve ser maior. “Utilize produtos para limpeza, como xampu específico, com microesfoliante. Aplique-o em movimentos circulares para retirar células mortas e sujeiras”, detalha.

A higienização deve ocorrer sempre após as refeições, no mínimo, três vezes ao dia. “A adoção do balm de barba é para a hidratação e a maciez, além de ajudar como película contra as bactérias e poluição”, diz Endriu.

De acordo com a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a barba e o bigode podem, sim, “abrigar” o vírus. Isso caso o homem esteja contaminado e espirre ou tussa, eliminando gotículas. “Ou, então, a pessoa não infectada pode estar com as mãos não higienizadas e tocar a própria barba, facilitando a transmissão da doença.”

*Estagiária sob a supervisão de Sibele Negromonte

Alguns tipos de barba

Circular
  • Uma barba no queixo e um bigode formando um círculo

Real
  • Um bigode centralizado por uma tira no queixo

Curta de três dias
  • Uma barba aparada de maneira rente, que simula uma barba curta de três dias

Curta encaixada
  • Uma barba curta, com laterais finas e aparadas com cuidado

Pistoleiro
  • Costeletas alargadas emparelhadas a um bigode ferradura. É parecida com a barba costeleta de carneiro, mas é um pouco mais larga.

Âncora
  • É uma barba pontiaguda, que segue a linha do maxilar emparelhada a um bigode.

Alguns tipos de bigode

Original
  • Um bigode aparado, que fica logo acima do lábio superior. Há boas razões para o bigode original e clássico ser um visual versátil e icônico: ele é simples, limpo e bonito.

Fino tipo lápis
  • Se você está cansado do seu estilo de pelos faciais atual, por que não tentar usar um bigode tipo lápis? É uma tira bem fina de pelo que contorna o lábio superior.

Ferradura
  • Os pelos faciais tipo ferradura incluem duas faixas longas de bigode que vão para baixo, e, muitas vezes, se estendem até o queixo.

Fonte: Gillette, marca de lâmina de barbear.

Nove dicas para deixar o fio saudável e bonito

1 - Utilize xampus específicos
O xampu tem como função principal a higienização dos fios, retirando impurezas e nutrindo-os. O processo é complementado com o condicionador, que, por sua vez, hidrata, amacia e desembaraça os pelos. Evite usar sabão em barra regularmente ou xampus para o cabelo, porque eles podem ressecar a pele e os fios, deixando-os ainda mais rebeldes.

2 - Hidrate diariamente
Saber como deixar a barba lisa e macia tem muito a ver com a hidratação. Afinal, é nessa etapa de cuidados diários que se evita o ressecamento dos pelos, a descamação da pele e aquela impressão de uma barba “fosca”, dura e espetada. O mais indicado e prático para manter a barba hidratada no dia a dia é recorrer aos óleos para barba.

3 - Cuide da pele
A saúde do homem requer cuidados especiais, assim como a pele. Mesmo que você sinta que ela está mais protegida pela barba, o fato de ter pelos no rosto aumenta ainda mais a necessidade de cuidar da área, pois isso influencia diretamente o crescimento dos fios.  O primeiro passo é identificar qual é o tipo da pele, se ela costuma ser muito oleosa ou ressecada. Cada uma dessas características demandará um cuidado específico, especialmente na limpeza, feita pela manhã e à noite.

4 - Proteja-se do Sol
Uma pele exposta continuamente ao Sol adquire manchas com o passar do tempo. Muitas vezes, entendemos como exposição ao Sol o hábito de ficar deitado, bronzeando-se, mas, na verdade, ela acontece cada vez que saímos à rua.

5 - Penteie com frequência
Ajuda a eliminar os pelos fracos, que deixam a barba com aspecto desgrenhado. Para isso, opte sempre por pentes de madeira, pois esse material é responsável por retirar a eletricidade estática dos fios, acalmando e domando a barba, o cabelo e o bigode. Fios livres de eletricidade estática causam menos nós, tornando-se menos rebeldes à ação de pentear e desembaraçar.

6 - Faça esfoliação
A esfoliação combate a obstrução causada pela pseudofoliculite. O problema acontece quando os fios raspados crescem e se curvam, penetrando na pele. São aquelas pequenas lesões que parecem espinhas.

7 - Policie-se: evite os maus hábitos
Evitar ficar passando as mãos na barba a todo o momento. As nossas mãos carregam muitas bactérias!

8 - Use óleo específico
Esse produto é especialmente recomendado para quem tem a barba mais cheia, pois quanto mais extensos são os fios, maiores são as chances de ficarem ressecados. Por isso, o ideal é ter um bom produto para hidratá-los.

9 - Cuidado ao fazer a barba
A dor de cabeça mais frequente dos barbudos está nas irritações, nas coceiras e até nos pelos encravados. O que poucos homens sabem é que a escolha de um bom creme de barbear e de um pós-barba é fundamental para evitar esses incômodos.

Fontes: Natura, empresa de produtos de higiene; Barba Brava, marca de produtos para barba; e B.URB, empresa voltada a produtos masculinos.


 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade