Superesportes

Diretor-executivo do Grand Slam inglês nega casos de corrupção

;

postado em 22/06/2008 18:02
Em resposta às acusações de alguns jornais britânicos, como o Sunday Times, o diretor-executivo do Torneio de Wimbledon, Ian Ritchie, garantiu, neste domingo, em Londres, que não há compras de resultados no circuito profissional de tênis, muito menos no Grand Salm inglês. Segundo o jornal, diversas partidas, entre elas, oito em Wimbledon, estariam sob suspeita de terem seus resultados combinados, devido à existência de uma rede de apostas profissionais. "Tudo que está nos jornais são histórias velhas. Não existe nenhuma evidência nova e ninguém trouxe novas alegações", explicou Ritchie. "É totalmente diferente um padrão de apostas incomum e partidas arranjadas. Há muita fofoca, mas nenhuma evidência verdadeira", continuou. Caso o problema realmente exista, o dirigente afirmou que o torneio está preparado para evitar casos de corrupção. Este ano, somente o tenista e seu técnico poderão entrar nos vestiários, o que evitará que outras pessoas tenham acesso a informações que possam ser usadas nas apostas. "O que estamos fazendo é tentar evitar e coibir (as apostas);, disse.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação