Superesportes

Domenech fica aliviado após reação francesa

;

postado em 11/09/2008 13:57
Na corda bamba após a campanha vexatória na Eurocopa e a derrota na estréia das Eliminatórias européias para a Copa do Mundo de 2010, contra a Áustria, o técnico Raymond Domenech respirou aliviado depois de a França fazer as pazes com a vitória nesta quarta-feira, ao bater a Sérvia por 2 x 1, em casa, pela segunda rodada do qualificatório. Não só por ter se garantido no cargo, como também pelo fato de a equipe ter voltado a jogar bem. ''Fico aliviado de saber que esta equipe respondeu ao que se esperava dela e mostrou que é capaz de vencer em um momento difícil. O jogo confirma que temos uma equipe capaz de jogar bem, criar e ter vontade de jogar para frente'', destacou o treinador, que concedeu uma entrevista coletiva bem-humorada depois do triunfo redentor. Ele chegou até a interromper uma jornalista que iniciou sua pergunta com a frase ''as suas escolhas hoje deram certo'' e pediu para que a mulher repetisse e falasse mais alto. Bastante criticado pela imprensa e torcida francesa até o jogo com a Sérvia, o técnico voltou a ironizar quando questionado sobre a fragilidade de sua equipe nas jogadas aéreas. Os sérvios, por exemplo, descontaram no fim da partida em cobrança de escanteio. ''A partir do momento que a gente marca mais que o adversário, por mim tudo bem'', brincou. ''Dizem que o nosso ponto fraco, mas não sei. O escanteio foi bem batido e eles souberam aproveitar'', completou. Sobre as boas atuações de Anelka, autor do segundo gol, e Gourcuff, que teve um dia de Zidane, o comandante da seleção francesa preferiu valorizar todo o grupo. ''O time todo foi decisivo, e não um ou outro jogador. O jogo é que nem uma luta de boxe. A gente cansa o adversário e tenta aproveitar uma ou outra falha aqui ou ali. Fizemos isso no primeiro tempo e aproveitamos no segundo'', finalizou Domenech.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação