Superesportes

Maratona de jogos à frente pode fazer Cruzeiro mesclar o time

;

postado em 06/02/2009 19:49
A partir da próxima semana, o Cruzeiro passa a encarar maratona de jogos duas vezes por semana. Pelo Mineiro, a equipe encara o Villa Nova neste domingo, o Guarani na quinta e o Atlético no outro domingo. A partir daí, começa a disputa da Libertadores, com jogos mais intensos e maior responsabilidade, alguns deles na altitude. Por isto, a comissão técnica já começa a pensar em formas de deixar todo o elenco na melhor forma física possível e com ritmo de jogo. Nesta hora, pode fazer a diferença o grande número de contratações - nove, ao todo -, que deixou o grupo forte em quase todas as posições - apenas a lateral-esquerda fica sem reserva, enquanto Sorín não demonstra capacidade de voltar a jogar. "A idéia é mesclar", entrega Adilson Batista. "Nós temos que ter alguns cuidados e pensar nos próximos jogos. Vivenciamos o próximo que é contra o Villa. Nós temos um grupo forte e, independentemente de quem for escalado, tenho plena confiança de que temos condições de fazer um bom jogo e ir para lá pensando em vencer", garante o treinador. Nos treinamentos desta semana, os jogadores treinaram misturados, sem clara distinção de quem seriam os titulares e quem seriam os reservas. Por isto, é difícil saber com qual time o Cruzeiro vai a campo no domingo, em Nova Lima. O zagueiro Anderson participou das atividades e se mostra animado em poder, pelo menos, ser relacionado para a partida. "Não estou 100%, falta ritmo de jogo, mas isso é natural para quem estava praticamente há dois meses parado. O importante é estar bem fisicamente e isso eu estou, meu percentual de gordura está ótimo, meu joelho está ótimo", comemora o atleta.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação