Superesportes

Santos enfrenta o ameaçado Oeste pelo Campeonato Paulista

;

postado em 07/03/2009 11:08
O Santos acredita que dificilmente ficará fora das semifinais do Campeonato Paulista se fizer a sua obrigação e vencer os três próximos jogos em casa. O primeiro será contra o ameaçado Oeste, hoje, às 19h10, no Pacaembu (o clube do interior tirou o duelo de Itápolis e o levou para São Paulo), que deverá receber um grande público ; o canal SporTV (Net e Sky) anuncia a transmissão. O adversário é o 15º colocado, com 11 pontos, está há três jogos sem vencer e estreia o técnico Luciano Dias. Em seguida, a equipe da Baixada receberá o Paulista, na Vila Belmiro, e no domingo da próxima semana voltará ao Pacaembu para enfrentar o Mogi Mirim. O torcedor santista tem um motivo a mais para ir ao estádio hoje: o garoto Neymar, tido como maior revelação depois de Robinho, tem grande chance de estrear no time principal, no segundo tempo. Sem o artilheiro Kléber Pereira (recupera-se de estiramento muscular na coxa esquerda), Léo (contusão no joelho direito) e Fabão (cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo), o técnico Vágner Mancini só tem uma dúvida para escalar o time: Adailton ou Paulo Henrique ao lado de Domingos e Fabiano Eller na zaga. Roni será o único atacante e Triguinho foi confirmado na lateral esquerda. Mancini ainda não perdeu no comando do Santos ; soma três vitórias, uma delas contra o Rio Branco-AC, pela Copa do Brasil, e um empate ; e nas longas conversas diárias com os jogadores exigiu que a equipe imponha um ritmo forte do começo ao fim da partida. Ele reconhece que o seu time tem a obrigação de ganhar o confronto. ;Teoricamente, o adversário é inferior, mas pode superar o Santos. Só que a minha equipe está proibida de se considerar superior. Vai ter que jogar com confiança, como no segundo tempo contra o Bragantino (2 x 2, depois de estar perdendo por 2 x 0, em Bragança Paulista) e no clássico diante do São Paulo (1 x 0, na Vila Belmiro). Mostrar sempre um algo mais e ter atitude;, determinou. O treinador explicou que a formação com três zagueiros e com apenas um atacante não quer dizer que o Santos será defensivo contra um adversário que marcou só 12 gols e sofreu 16, em 11 jogos. ;A qualquer momento, Fabiano Eller pode se transformar em lateral e apoiar pela esquerda, ou em volante. É um jogador que marca bem, sabe apoiar e tem qualidade no passe.; Mancini também poderá trocar um dos zagueiros por Neymar para se juntar ao sacrificado Roni no ataque. ;Depois do jogo com o São Paulo, cheguei em casa todo roxo, com manchas nas costas, de tantas pancadas que levei. Nos tiros de meta, Fábio Costa quebra a bola lá na frente. Enquanto ela ;viaja;, fico sozinho, de costas, para os zagueiros e eles não alisam;, contou o atacante. ;Quando você tem um companheiro no ataque, a marcação se divide e a gente apanha menos.;

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação