Superesportes

Após pódio, Hamilton critica carro e contém entusiasmo

;

postado em 30/03/2009 12:03
Depois de performances inexpressivas durante os testes da pré-temporada, a McLaren surpreendeu na primeira prova da temporada, disputada na Austrália no último domingo. Após o pódio inesperado, Lewis Hamilton procurou conter o entusiasmo e criticou o modelo MP4-24 ao projetar a corrida da Malásia, no próximo domingo. "Não devemos nos entusiasmar pelo nosso pódio na Austrália. Nós fizemos uma corrida fantástica, mas todos temos consciência que nosso carro não é capaz de repetir essa performance sozinho", declarou o atual campeão do mundo, terceiro colocado em Melbourne. Pelas características do circuito na Malásia, Hamilton prevê ainda mais dificuldades na segunda corrida da temporada. "Sepang é uma das pistas mais duras do calendário, provavelmente estaremos mais longe dos líderes do que estivemos em Albert Park. Como a pista é rápida e técnica, requer um bom acerto mecânico e aerodinâmico". De acordo com Hamilton, na Malásia os pilotos dependem mais da parte aerodinâmica do que na Austrália, o que "pode destacar alguns defeitos do MP4-24". Por outro lado, ele admitiu que o resultado inesperado serviu como motivação e prometeu fazer o possível para ganhar mais pontos em Sepang. Martin Whitmarsh, chefe de equipe, também espera dificuldades na próxima corrida. "A realidade é que nesse final de semana na Malásia é improvável que tenhamos uma melhora significativa", afirmou. Pela proximidade entre as duas provas, ele descarta grandes novidades no carro. Norbert Haug, diretor esportivo da Mercedes, seguiu a mesma linha ao comentar o assunto. "Esse resultado foi graças à pilotagem perfeita de Lewis e à boa estratégia da nossa equipe. Além disso, os incidentes da corrida foram favoráveis. Entretanto, não podemos esperar o mesmo no final de semana da Malásia", disse.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação