Superesportes

Na segunda, Flamengo e Corinthians discutem jogo na Palestina

;

postado em 05/06/2009 14:29
O presidente do Flamengo, Márcio Braga, confirma a possibilidade de enfrentar o Corinthians no segundo turno do Brasileiro em território palestino. O confronto fora do país é uma ação diplomática do governo e os dois clubes de maior torcida do Brasil já tem reunião marcada para sacramentar o assunto. "O Ministério das Relações Exteriores que deseja fazer esse jogo da paz entre as duas equipes mais populares do Brasil. A ministra Vera Cíntia, que cuida deste assunto, vem ao Rio de Janeiro na próxima segunda-feira e vou oferecer a ela e ao presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, um almoço em minha casa para tratarmos desse tema", disse Márcio Braga à Rádio Brasil. O mandatário rubro-negro revelou que também o diretor de marketing do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg, participará do encontro, deixando claro a busca por lucro dos dois times. O dirigente carioca, porém, lembrou que esse tipo de situação não é resolvida com apenas um encontro entre as partes envolvidas. "Não vai se organizar um jogo como esse num estalar de dedos. A CBF teria que aprovar essa situação, que é muito comum em outros países. Além disso, a embaixada brasileira na Palestina teria que se mexer, além de definirmos a questão dos custos envolvendo a viagem", explicou. Se não for uma partida válida pelo Brasileiro, é possível que ocorra pelo menos um amistoso na Palestina. O jogo é visto com bons olhos porque, além de reunir as equipes mais populares, terá o confronto entre Ronaldo e Adriano, astros do futebol mundial. A ação lembraria o amistoso entre seleção brasileira e Haiti, realizado em 2004, também para promover a paz naquela região.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação