Superesportes

FIA avisa: sem unanimidade, não há mudança de regra

postado em 07/07/2009 17:48
Presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Max Mosley enviou uma carta às novatas USF1, Manor e Campos pedindo que elas entrem em acordo com a Associação das Equipes de Fórmula 1 (Fota) a fim que as mudanças no regulamento da temporada 2010 sejam realizadas. A informação é da revista Autosport. De acordo com ele, as alterações só são permitidas caso a unanimidade seja alcançada. "Como vocês sabem, o artigo 66 do Código Esportivo Internacional diz que nenhuma mudança pode ser feita em regulamentos publicados sem o consentimento de todos os competidores", escreveu Mosley aos times que irão estrear em 2010. "Peço, com urgência, que para procurar as equipes da Fota e chegar a um acordo para formalizar os contratos adequados e propor um conjunto de regras com as quais todo mundo fique feliz", destacou o dirigente. O presidente da FIA ainda se colocou à disposição para solucionar possíveis conflitos. "Caso ocorram problemas significativos, terei em prazer em envolver o Conselho da FIA, mas espero que isso não aconteça. Assim que um acordo aconteça, a FIA precisará ser notificada para realizar as mudanças", finalizou. Em junho, Mosley conseguiu convencer Ferrari, McLaren, Renault, Toyota, BMW Sauber, Red Bull, Toro Rosso e Brawn GP a assegurarem participação no próximo Mundial com a promessa de que o teto orçamentário de R$ 128 milhões não entraria em vigor. Descontentes com este limite, os oito times chegaram a ameaçar a criação de um campeonato paralelo. O problema é que, um pouco antes, a USF1, a Manor e a Campos inscreveram-se na categoria tendo em vista poder contar com o teto em seu primeiro ano - quem superasse o valor pré-estabelecido teria que se submeter a uma série de limitações técnicas.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação