Publicidade

Correio Braziliense

Cruzeiro empata, continua a perigo e rebaixa o Avaí

O placar em branco tirou o time mineiro da zona de rebaixamento e derrubou o lanterna Avaí para a Série B


postado em 19/11/2019 04:36 / atualizado em 19/11/2019 08:40

O meia Thiago Neves mais uma vez teve atuação discreta pela Raposa(foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro )
O meia Thiago Neves mais uma vez teve atuação discreta pela Raposa (foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro )

Cruzeiro e Avaí empataram sem gols, ontem, no Mineirão, em duelo pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado tirou o time mineiro da zona de rebaixamento e derrubou o lanterna Avaí para a Série B.


Porém, a 15ª igualdade na competição nacional pode prejudicar o Cruzeiro nas próximas rodadas, pois a equipe terá pela frente Santos (fora), CSA (casa), Vasco (fora), Grêmio (fora) e Palmeiras (casa). Os mineiros, com 36 pontos, brigam com Fluminense (35), Ceará (36), Botafogo (36) e CSA (29) para fugir das últimas posições. O Avaí, com 18, está rebaixado, caminho que deve ser seguido pela Chapecoense, com 25 pontos.

Os primeiros 20 minutos foram todos do Cruzeiro. O time mineiro teve 73% de posse de bola e concentrou jogadores no campo do adversário. O problema foi a falta de qualidade técnica deles para furar o bloqueio do Avaí, equipe com a defesa mais vazada do campeonato (51 gols) ao lado do Goiás. Os comandados de Abel Braga abusaram dos cruzamentos e facilitaram o trabalho dos zagueiros grandalhões Marquinhos Silva e Kunde.

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou com o mesmo domínio de bola, mas, mais ansioso, aumentou o número de passes errados. Além disso, nenhum jogador demonstrou capacidade para fazer uma jogada individual para quebrar o bloqueio adversário.

Gol contra

Com gol contra de Oswaldo Henríquez, aos 51 minutos da etapa complementar, o Vasco cedeu o empate por 1 a 1 com o Goiás, nesta segunda-feira, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado ainda deixa os times correndo algum risco, ainda que remoto, de rebaixamento e foi pior para o time cruzmaltino, que deixou o campo debaixo de vaias.

Com o resultado, o Goiás somou seu terceiro tropeço consecutivo no torneio e ficou com 43 pontos, em 11º lugar, contra 44 do décimo Vasco, que marcou um gol contra pela segunda partida seguida, já que Danilo Barcelos havia feito no empate por 4 a 4 contra o Flamengo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade