Publicidade

Correio Braziliense

Alisson: melhor goleiro do mundo

Defensor foi o principal destaque brasileiro na festa da Bola de Ouro


postado em 03/12/2019 04:17 / atualizado em 03/12/2019 08:18

Alisson, na premiação:
Alisson, na premiação: "Não me sinto sortudo, me sinto abençoado" (foto: Anne-Christine Poujoulat/AFP )

Alisson foi o principal destaque brasileiro na festa da Bola de Ouro. O jogador do Liverpool foi eleito o melhor goleiro do mundo, recebendo o Prêmio Yashin, além de ter ficado em sétimo lugar na votação que envolveu atletas de todas as posições.

O Brasil tinha outro concorrente na disputa do prêmio de melhor goleiro, Ederson, do Manchester City. Mas, assim como ocorre na Seleção Brasileira, em que Alisson costuma ser o preferido de Tite, foi ele a vencer a premiação da France Football, com o seu companheiro ficando em terceiro lugar, atrás do alemão Ter Stagen, do Barcelona.

“É uma grande honra estar aqui com esses grandes jogadores e jogadoras. Quero agradecer à minha família e à minha mulher, que me apoiam em todos os lugares que vou. Aos meus pais, no Brasil, e a Deus”, afirmou. É uma grande honra ganhar a Champions League, prêmios individuais. Não me sinto sortudo, me sinto abençoado. Agradeço a meus companheiros de equipe e comissão técnica.”

Na última temporada, Alisson faturou os títulos da Liga dos Campeões e da Copa América. E teve ótimo rendimento nessa conquista, com apenas um gol sofrido na conquista da Seleção. Também foi escolhido o melhor goleiro do mundo pela Fifa e do Campeonato Inglês.

Outros brasileiros

O Brasil também concorreu em outras categorias da Bola de Ouro. Entre os jogadores, o atacante Roberto Firmino, do Liverpool, ficou em 17º lugar. O zagueiro Marquinhos, do PSG ficou em 28º. Vinicius Junior, do Real Madrid, concorreu ao prêmio de melhor jogador sub-21, e ficou em quarto. Nesse caso, o prêmio foi para Matthis de Ligt, zagueiro holandês que defendeu o Ajax na última temporada e agora está na Juventus. O segundo lugar foi do inglês Jadon Sancho, do Borussia Dortmund, seguido pelo português João Félix, do Atlético de Madrid.




Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade