Publicidade

Correio Braziliense

Vasco coloca o Fla em 2º

Clube ultrapassa marca de 140 mil sócios. Supera o rubro-negro e torna-se o time com o maior quadro de contribuintes


postado em 04/12/2019 04:16 / atualizado em 04/12/2019 08:35

Segundo Campello, Vasco teve um acréscimo de quase R$ 2 milhões na receita devido à adesão maciça(foto: Paulo Fernandes/Vasco.com )
Segundo Campello, Vasco teve um acréscimo de quase R$ 2 milhões na receita devido à adesão maciça (foto: Paulo Fernandes/Vasco.com )
 
Lançada há oito dias, a campanha do Vasco para atrair sócios-torcedores foi mais do que bem-sucedida. O clube anunciou ontem que passou dos 140 mil sócios, superou o Flamengo no ranking e se tornou o time com o maior número de sócios no futebol brasileiro.

De acordo com os dados extraídos do site oficial do programa de sócio-torcedor do clube (sociogigante.com), o Vasco já soma mais de 143 mil associados. Há uma contagem em tempo real no site. O Flamengo, segundo da lista, informa que a marca passa dos 139 mil sócios.

O Vasco realizou nos últimos dias uma força-tarefa para alavancar o número de associados. O clube aderiu à “Black Friday”, tradicional data em que várias lojas oferecem descontos em seus produtos, e lançou planos pela metade do preço.

A promoção iria até 30 de novembro, mas com o sucesso da campanha, depois de alcançar 100 mil associados, o clube resolveu estender os descontos até o próximo domingo, quando o Vasco faz seu último jogo no Brasileirão. A meta, agora, é chegar nos 200 mil.

O “Camisas Negras” é o plano mais popular, com o valor promocional da mensalidade de R$ 7,98. Ele não garante descontos na aquisição de ingressos, apenas dá ao associado o direito de poder concorrer a entradas a cada jogo. A promoção é válida nos primeiros seis meses e o preço volta ao normal após esse período

Segundo o presidente Alexandre Campello, o Vasco teve um acréscimo de quase R$ 2 milhões na receita de sócios por conta do boom das adesões, que fizeram com o que o clube saltasse, há dois meses, de 30 mil associados para mais de 140 mil. Jogadores do elenco, como Leandro Castán e Talles Magno, ex-atletas e artistas contribuíram para a mobilização.

Dentro de campo, a CBF atendeu à solicitação do Vasco e alterou de São Januário para o Maracanã o jogo contra a Chapecoense, domingo, às 16h, pela rodada final do Brasileirão. O clube entrou com o pedido junto à entidade em razão do forte apelo da torcida, que prometeu lotar o estádio.

O objetivo do Vasco na reta final da competição é se garantir na Copa Sul-Americana. O time carioca é o 12º, com 47 pontos, e, antes de encerrar a sua participação no torneio diante da Chapecoense, enfrenta amanhã o Bahia, às 19h15, na Fonte Nova.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade