Superesportes

UFC Brasília abre venda de ingressos

Os ingressos começam a ser vendidos hoje, a partir das 10h, pela internet. Os valores variam de R$ 90 a R$ 2.790

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 16/01/2020 04:06
Cartaz do evento: em 14 de março, Kevin Lee e Charles do Bronx duelarão no Nilson Nelson
O primeiro evento do UFC no Brasil em 2020 tem data e local para acontecer. Em 14 de março, o Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, recebe mais uma edição do torneio de lutas, que será encabeçada pelo duelo peso-leve entre o brasileiro Charles do Bronx e o norte-americano Kevin Lee. Os ingressos começam a ser vendidos hoje, a partir das 10h, no site www.tudus.com.br. Os valores variam de R$ 90 a R$ 2.790.

Recordista de finalizações na história do UFC, com 13 no total, Charles do Bronx (28-8-0) vem de sequência de seis vitórias, sendo a última um nocaute sobre Jared Gordon, em novembro. Após a luta, o paulista, 13; entre os leves, aproveitou a oportunidade para pedir novamente um adversário ranqueado. A solicitação foi atendida e Kevin Lee (17-5-0), oitavo da divisão, foi escolhido como oponente. O norte-americano vem de triunfo por nocaute sobre Gregor Gillespie.

No feminino e em alta no UFC, a mineira Amanda Ribas (8-1-0) terá uma adversária de peso no primeiro evento do ano no Brasil. Depois de vencer Mackenzie Dern em outubro, a brasileira vai enfrentar a norte-americana Paige VanZant (8-4-0), que volta a lutar no peso-palha.

Um duelo brasileiro promete dividir os fãs de MMA, principalmente os apaixonados pelo jiu-jitsu, quando os faixas-preta Demian Maia (28-9-0) e Gilbert Durinho (17-3-0) se enfrentarem em Brasília. Atual número seis entre os meio-médios, Demian acumula três vitórias seguidas na organização, sendo a última delas uma finalização sobre Ben Askren, em Singapura. Décimo terceiro da divisão, Durinho também vive um bom momento. Desde que subiu para a categoria até 77kg, venceu as duas lutas ; contra Alexey Kunchenko e Gunnar Nelson.

Promessa entre os meio-pesados, Johnny Walker (17-4-0) é um dos nomes confirmados para o UFC Brasília. Natural de Belford Roxo (RJ), foi contratado pela organização depois de participar da versão brasileira do Contender Series. De lá para cá, foram três vitórias que somaram menos de três minutos no octógono, transformando Johnny em sensação. Na última aparição, em novembro, acabou sendo parado pelo norte-americano Corey Anderson. Em Brasília, Johnny ; atual 11; no ranking ; vai enfrentar o ucraniano Nikita Krylov, (26-7-0) 14; da divisão.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação