Publicidade

Correio Braziliense

Brasília despenca na tabela do NBB

Nova derrota deixa a equipe na 13ª colocação do NBB, fora da zona dos playoffs


postado em 21/01/2020 04:09 / atualizado em 21/01/2020 09:16

Disputa pela posse de bola: o Ginásio da Asceb recebeu público de 571 pessoas, gerando renda de R$ 3.094,95(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Disputa pela posse de bola: o Ginásio da Asceb recebeu público de 571 pessoas, gerando renda de R$ 3.094,95 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

O Universo/Brasília lutou até o fim, mas não encontrou forças para vencer o Rio Claro, ontem à noite, no Ginásio da Asceb. A derrota por 87 x 92 deixa a equipe na 13ª colocação do NBB, fora da zona dos playoffs. A próxima partida do time brasiliense será contra o Flamengo, na sexta-feira, às 21h10, no mesmo local. O mando do jogo é do rubro-negro carioca, que sedia algumas partidas na capital do país em função do patrocínio com o BRB.

O primeiro quarto do jogo de ontem foi de muito equilíbrio, com pequena vantagem para os donos da casa. Conduzidos por Arthur, Rafa Moreira e Ronald, todos com seis pontos, o Brasília terminou a primeira parcial vencendo por 22 x 21. No segundo quarto, domínio dos visitantes. Sahdi, armador do Rio Claro, teve 100% nos arremessos de quadra no período e somou 11 pontos. O time da capital foi para o intervalo atrás no placar: 41 x 48.

No terceiro período, o equilíbrio voltou a ditar o ritmo. A equipe da casa venceu por 18 x 16 e diminuiu a desvantagem para cinco pontos, deixando o último quarto em aberto. No período decisivo, o Brasília tentou se manter próximo do placar, mas sempre encontrava resposta dos visitantes.

Na marca dos cinco minutos, o jogo foi paralisado por conta de uma goteira. Depois de dois minutos de espera, o jogo foi reiniciado com uma toalha no meio da quadra. No fim, melhor para o Rio Claro, que empatou o período em 28 x 28 e saiu com a vitória. Sahdi, do Rio Claro, foi o cestinha da partida, com 26 pontos. Arthur se destacou pelo Brasília, com 21.

Bruno Fiorotto, experiente jogador do Brasília, lamentou a derrota e projetou o confronto contra o Flamengo. “‘É uma derrota doída, porque é um confronto direto dentro de casa na luta pela vaga nos playoffs. Tivemos um bom aproveitamento no ataque, mas não podemos tomar 92 pontos dentro de casa”, comentou. “O Flamengo é uma excelente equipe, com um grande elenco e um grande técnico. Fizemos um bom jogo contra eles no primeiro turno. Precisamos controlar a defesa em cima deles e sair na transição”, completou.

Lesão

Ainda no primeiro quarto, com menos de dois minutos de partida, o ala-armador Gui Santos sofreu uma lesão no joelho direito, que o tirou do duelo. O jogador foi encaminhado para o Instituto Capital Brasil para verificar a gravidade da contusão e dar início ao tratamento. A suspeita é de ruptura do tendão patelar, que pode tirar o atleta da temporada. Nesta edição do NBB, Gui Santos tem média de 11,7 pontos, 4,5 rebotes e 1,6 assistência.

* Estagiário sob a supervisão de Fernando Brito



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade