Superesportes

Brasília recebe duelo de gigantes na Asceb

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 31/01/2020 04:16
Um grande confronto do basquete brasileiro acontece hoje em Brasília. Pela 14; rodada do NBB, Flamengo e Minas se enfrentam no Ginásio da Asceb, às 21h10, em disputa pelas primeiras posições da tabela de classificação. O duelo marca o confronto entre jogadores da Seleção Brasileira, Marquinhos, do rubro-negro, e Leandrinho, do time mineiro, que figuram entre os 10 melhores pontuadores da competição.

Flamengo e Minas estão invictos no segundo turno do NBB. Líderes, com 15 vitórias e apenas duas derrotas, os cariocas tentam fazer valer o favoritismo e o bom aproveitamento na segunda casa, em Brasília. A partir do acordo entre o clube e o patrocinador BRB, o Fla precisa mandar 25% dos jogos na capital federal, com o intuito de fortalecer o esporte no DF. Ao todo, o rubro-negro jogou quatro vezes na Asceb, sendo uma como visitante e três como mandante, acumulando três vitórias e uma derrota.

O Minas está na sexta colocação do campeonato, com 12 vitórias e seis derrotas. Para superar o líder Fla, o time aposta na experiência e qualidade do elenco, que conta com Leandrinho, que teve grande passagem na NBA, e Alex Garcia, velho conhecido da torcida brasiliense, com três títulos conquistados pelo clube da capital.

Marquinhos e Leandrinho são os principais responsáveis por colocar a bola na cesta. Os dois estão entre os 10 principais pontuadores da competição. Enquanto o ala/armador do Minas lidera o ranking, com média de 20 pontos por jogo, o ala rubro-negro fica na sétima posição, com 17,31 por partida.

;Esse duelo é esperado. Leandrinho é um grande jogador, e enfrentá-lo é sempre bom. É claro que o posto de cestinha da temporada vai ficar com ele, que está bem à frente. Mas não é disso que se trata essa partida, mas de quem vai vencer. O Minas vem em uma sequência muito boa no campeonato e o Flamengo também. Tem tudo para ser um grande jogo e um duelo de grandes jogadores;, disse o ala Marquinhos.

No primeiro turno, em Belo Horizonte, o Flamengo venceu o time mineiro por 93 x 85, com grande atuação do norte-americano Zach Graham, ex-Universo/Brasília, autor de 17 pontos. Pelo lado do Minas, Leandrinho e Alex fizeram 22 pontos cada um.

Luto
A comoção pela morte envolvendo um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, Kobe Bryant, também atingiu o basquete brasileiro. Depois de confirmada a perda do ex-atleta, no último domingo, o Flamengo prestou homenagens ao Black Mamba na terça-feira, em jogo contra o Unifacisa. Na ocasião, os rubro-negros entraram em quadra com faixa e camisas personalizadas com o nome de Kobe. Além disso, cometeram, intencionalmente, infrações de posse de bola de 24 e 8 segundos, em referência aos números que Kobe usou pelo Los Angeles Lakers.

O Minas não jogou em casa desde a morte de Kobe, mas também participou de homenagens ao ícone. No jogo contra o Botafogo, no Rio de Janeiro, na terça-feira, os jogadores que estavam em quadra deixaram o cronômetro de 24 segundos zerar, também em alusão ao número que Kobe utilizou.

Dos jogadores que estarão em quadra hoje, Leandrinho, Marquinhos e Alex tiveram a oportunidade de jogar na NBA no mesmo período que Kobe Bryant. The Blur Barbosa, o Leandrinho, marcou época pelo Phoenix Suns e defendeu ainda Toronto Raptors, Indiana Pacers, Boston Celtics e Washington Wizards, além de ser campeão com o Golden State Warriors, em 2015. Marquinhos e Alex tiveram uma carreira mais curta na melhor liga de basquete do mundo. O ala rubro-negro jogou por New Orleans Hornets e Memphis Grizzlies, entre 2006 e 2008, enquanto Alex vestiu as cores de San Antonio Spurs e New Orleans Hornets (2004-2006).

* Estagiários sob a supervisão de Fernando Brito





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação