Publicidade

Correio Braziliense

Bons de negócio

Selecionamos 12 vendas que renderam mais de R$ 800 milhões aos cofres de Flamengo e Athletico-PR. Protagonistas da final de domingo têm agendas opostas hoje. Rubro-negro carioca encara clássico; Furacão só treina


postado em 12/02/2020 04:27 / atualizado em 12/02/2020 08:27

(foto: Alexandre Vidal / Flamengo - 16/10/19 )
(foto: Alexandre Vidal / Flamengo - 16/10/19 )
Craques, os finalistas da Supercopa do Brasil neste domingo, às 11h, no Mané Garrincha, fazem em casa. Alguns não são 100% fabricados pelas linhas de produção de Flamengo e Athletico-PR, óbvio, mas desembarcam  no Ninho do Urubu ou no CT do Caju para serem lapidados, ganharem selo de qualidade e renderem uma boa grana aos cofres dos atuais campeões do Brasileirão e da Copa do Brasil.

O Correio selecionou 13 vendas recentes de Flamengo e Athletico-PR. Elas movimentaram R$ 817,1 milhões. Com alguns improvisos, principalmente nas laterais, dá até para montar um timaço no 4-2-3-1 com os jogadores negociados pelos dois clubes nos últimos quatro anos: Wéverton; Jorge, Léo Duarte, Léo Pereira e Renan Lodi; Bruno Guimarães e Lucas Paquetá; Vinícius Júnior, Reinier e Marcos Guilherme; Pablo. Se você preferir, deixamos duas crias do time carioca sentadinhos no banco de reservas: Jean Lucas e Felipe Vizeu.

Classificada para os Jogos de Tóquio-2020, a Seleção Brasileira contava, na Colômbia, com duas joias raras negociadas durante o Pré-Olímpico disputado na Colômbia. O carioca Bruno Guimarães e o brasiliense Reinier poderiam ser mais duas atrações na final em jogo único na capital, mas pegaram o rumo da Europa. Vendido por R$ 92 milhões, o volante embarcou para ser apresentar ao Lyon, da França. Negociado por R$ 136 milhões, Reinier será exibido, em breve, como novo presentinho do Real Madrid.

A produção em série de craques mexe até no ranking dos maiores negócios dos dois clubes. Reinier assumiu o segundo lugar no Flamengo, atrás apenas de Vinicius Júnior. O atacante saiu por R$ 150,3 milhões. Pablo  era o mais caro na lista do Furacão até o início de 2018, mas foi rapidamente deixado para trás pelas transferências de Renan Lodi para o Atlético de Madrid; e de Bruno Guimarães rumo ao Lyon.

O poder financeiro do Flamengo permite até enfraquecer o adversário na decisão de domingo. Depois de perder o zagueiro Pablo Marí para o Arsenal, a comissão técnica liderada por Jorge Jesus mandou buscar o beque Léo Pereira no Athletico-PR e depositou R$ 32,4 milhões na conta do concorrente ao título da Supercopa. No ano passado, o rubro-negro carioca desistiu do leilão com o São Paulo pela compra do centroavante Pablo, peça-chave do Ahtletico-PR na conquista da Copa Sul-Americana de 2018. Em 2015, comprou Marcelo Cirino em uma transferência nebulosa com a ajuda do grupo de investidores da Doyen Sports que acabou numa batalha jurídica.

O Centro de Treinamento do Caju, por exemplo, é um dos maiores celeiros de talentos do país, uma fábrica de ganhar dinheiro. Moderno, o CT foi escolhido pela CBF para o início do período de treinos da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo da África do Sul. O clube formou, por exemplo, o pentacampeão Kleberson.

O investimento na base é desequilibrado na comparação entre as prováveis escalações de Flamengo e Athletico para a final de domingo. A trupe de Jorge Jesus não deve ter pratas da casa entre os 11. Talvez, Thuler, mas o zagueiro tem Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Léo Pereira como concorrentes. Segundo colocado no país em um ranking recente da utilização de jogadores da base divulgado pela Pluri Consultoria, o Athletico tem mais espaço para suas joias. Otávio, Hernani, Matheus Rossetto e Douglas Coutinho são outras vendas de sucesso.

Fla-Flu

As agendas dos candidatos ao título da Supercopa são distintas hoje. O Athletico-PR está focado nos treinos para a final. O Flamengo tem decisão contra o embalado Fluminense. Invicto e com 100% de aproveitamento no Carioca, o tricolor aposta no veterano artilheiro Nenê, autor de cinco gols neste ano, para eliminar o arquirrival da Taça Guanabara, às 20h30, no Maracanã. O sobrevivente terá pela frente Boavista ou Volta Redonda na decisão do primeiro turno. O time de Laranjeiras tem a vantagem do empate.

Se não poupar, Jorge Jesus mandará o Flamengo a campo com: Diego Alves; Rafinha, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Gerson, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol. Odair Hellmann armou o Fluminense com: Muriel; Gilberto, Digão, Luccas Claro e Egídio; Henrique, Hudson, Nenê; Wellington Silva, Evanílson e Marcos Paulo.

Programe-se

Flamengo x Athletico-PR
Supercopa do Brasil


Quando: 16/2, domingo
Onde: Mané Garrincha
Horário: 11h
Ingressos
» Cadeira inferior inteira: R$ 300
» Cadeira inferior meia: R$ 150
» Cadeira superior inteira: R$ 200
» Cadeira superior meia: R$ 100
» Vip Hospitality inteira: R$ 400
» Vip Hospitality meia: R$ 200
» Super Camarote: R$ 500 (não tem meia entrada/serviço de bebida liberado)
» Camarote: R$ 600 (não tem meia entrada)
Pontos de vendas
Site: www.futebolcard.com
Lojas no Distrito Federal
Trend Sports (304 do Sudoeste)
Globo Esporte (Taguatinga Centro)
Globo Esporte (Taguatinga Shopping)
Grandes Torcidas (308 Sul)
Centro de Convenções (Pavilhão Sul)


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade