Publicidade

Correio Braziliense

Internacional despacha La U e vai à terceira fase

Reforços que chegaram no começo do ano, o meia Boschilia e o atacante Marcos Guilherme marcaram os gols na noite de festa para a torcida colorada


postado em 12/02/2020 04:27 / atualizado em 12/02/2020 08:30

Marcos Guilherme comemora o segundo gol Colorado diante de 41 mil torcedores(foto: Itamar Aguiar/AFP )
Marcos Guilherme comemora o segundo gol Colorado diante de 41 mil torcedores (foto: Itamar Aguiar/AFP )
O Inter passou no primeiro grande teste da temporada. Ontem, o Colorado fez valer o fator Beira-Rio e se impôs para vencer a Universidad de Chile por 2 x 0 e avançar para a próxima etapa da Pré-Libertadores. O adversário será o Tolima. O jogo de ida é terça-feira, na Colômbia.  Reforços que chegaram no começo do ano, o meia Boschilia e o atacante Marcos Guilherme marcaram os gols na noite de festa para a torcida colorada.

Conforme disse o capitão D’Alessandro na véspera, o Inter, por sua história, tinha obrigação de superar as dificuldades do começo trabalho de um novo técnico e vencer a La U para seguir na Libertadores. Com a ambição de um bicampeão da América, o time teve a iniciativa desde os primeiros minutos empurrado por um Beira-Rio com clima de decisão.

O Colorado pressionou ao longo de toda a etapa inicial, que terminou com 71% de posse de bola e não deixou o time chileno finalizar contra o gol de Marcelo Lomba. O Inter empurrava a Universidad de Chile para o seu campo, mas tinha dificuldade para encontrar espaços para finalizar de dentro da área.

Se existia dificuldade para criar com posse de bola, o torcedor colorado pôde tirar o grito de gol da garganta a partir de uma pressão na saída dos chilenos. Boschilia foi esperto para desarmar o zagueiro Carrasco após o tiro de meta curto batido pelo goleiro Campos, invadiu a área finalizou com tranquilidade para as redes: 1 x 0 aos 42 minutos e festa no Beira-Rio.

No segundo tempo, o maior ímpeto ofensivo da La U permitiu espaços ao Inter. Aos 16 minutos, Coudet tomou uma decisão corajosa. Para ganhar velocidade no setor ofensivo, sacou D’Alessandro para a entrada de Marcos Guilherme. E mais uma vez a troca do argentino se mostrou correta. Aos 30, Marcos Guilherme transformou um lançamento de Moisés em gol. Ele dominou a bola, deixou o zagueiro Mago no chão e ainda passou pelo goleiro Campos antes de mandar para o gol e garantir a classificação colorada.

Corinthians sob pressão

Depois de perder no Paraguai por 1 x 0 para o Guaraní no jogo de ida da segunda fase da Pré-Libertadores, o Corinthians precisa vencer por dois gols de diferença, hoje, às 21h30, na Arena, em São Paulo, para avançar à terceira fase. Se devolver o placar de 1 x 0, a decisão da vaga será nos pênaltis. A novidade na escalação é o meia Pedrinho, que estava com a Seleção Sub-23. O time entra em campo com: Cássio; Fagner, Gil, Pedro Henrique e Lucas Piton; Camacho, Cantillo e Luan; Pedrinho, Boselli e Janderson.




Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade