Publicidade

Correio Braziliense TELEVISÃO

Copa do Mundo em alta definição

Pela primeira vez o campeonato mundial de futebol será transmitido com imagens em alta definição. O 3D também será a aposta da indústria para conquistar o público e faturar neste ano


postado em 13/04/2010 07:00 / atualizado em 13/04/2010 20:25

De quatro em quatro anos, não são só os torcedores que esperam ansiosamente a edição de mais um campeonato mundial de futebol. As empresas de eletroeletrônicos também aguardam o evento com expectativas de crescimento no comércio dos produtos, principalmente dos televisores. E, por falar neles, este ano a indústria quer que as emoções dos jogos de futebol sejam acompanhadas em novos aparelhos recheados de recursos e com imagens que unam o Full HD e o 3D.

De acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), a previsão é que sejam comercializados 11,5 milhões de aparelhos em 2010, cerca de 60% apenas no primeiro semestre. O número representa um aumento de produção de 21% em relação ao ano passado. O diretor de marketing da LG, Eduardo Toni, também aponta números bons para a mercado. “Apostamos em um aumento de 55% nas vendas do primeiro semestre deste ano na área de televisores por causa da Copa”, disse Toni durante o evento Digital Experience, onde a empresa mostrou as novidades para os próximos 12 meses. As tecnologias plasma, LCD e LED estão entre as opções mais procuradas dos consumidores para acompanhar em Full HD as emoções do jogos de futebol. As empresas oferecem aparelhos de 22 a 72 polegadas este ano.

Somente a LG apresentou mais de 30 modelos de aparelhos a serem lançados a partir deste mês. Nove deles, entre 42 e 72 polegadas, estão prontos para reproduzir o conteúdo em terceira dimensão. Além disso, todos os modelos acima de 32 polegadas já possuem o conversor integrado, fundamental para a captura do sinal digital. “O sistema Ginga (padrão da TV digital no Brasil) começa a ser incorporado aos aparelhos ainda este mês”, garantiu Toni. A empresa pretende ainda vender 1 milhão de televisores 3D em todo mundo este ano e ter 25% de fatia de mercado.

A Samsung também aposta nas vendas de aparelhos Full HD para a Copa do Mundo da África do Sul. “As TVs de plasma e LCD são objeto de desejo entre os brasileiros. Por isso, precisamos acompanhar a necessidade dos consumidores para atender a demanda por estes modelos”, disse Marcio Portella, diretor da divisão de eletrônicos de consumo da Samsung. Desde o lançamento, no ano passado, a empresa já vendeu 2,6 milhões de tevês LED Full HD mundialmente.

Em março, a companhia apresentou os modelos para este ano com foco nos aparelhos 3D, que serão produzidos em Manaus. “Com a chegada das tevês 3D, damos mais uma amostra da importância do mercado nacional para a marca. Também conseguimos trazer um produto com tecnologia revolucionária a um preço acessível. Certamente estamos em uma nova era no entretenimento doméstico”, explicou Portella. Serão nove modelos de tevês com tecnologia 3D de até 65 polegadas.

A japonesa Sony aposta também na geração do tridimensional e mostra amanhã os lançamentos para 2010. Os televisores acentuam a experiência visual do telespectador, principalmente em cenas de movimento, pois possuem taxa de atualização da tela mais altas que os aparelhos comuns. O Full HD também vai estar presente, já que as tevês contam com conversor digital integrado e sensor de luminosidade, capaz de adaptar o brilho da imagem à necessidade do ambiente, reduzindo o gasto de energia. A partir de junho, a empresa promete começar a venda dos televisores.

Emissoras
A Fifa anunciou no final do ano passado que irá transmitir 25 partidas da Copa do Mundo com a tecnologia 3D. A transmissão será feira em parceria com a Sony. “Isso impulsiona os fãs do futebol para dentro de uma dimensão totalmente nova e marca o começo de uma nova era na transmissão de esportes”, disse Jérôme Valcke, secretário-geral da FIFA no anúncio da parceria. Em fevereiro deste ano, o jogo entre Arsenal e Manchester United foi o primeiro a ser transmitido em três dimensões.

Quem também comemora a transmissão do evento em alta definição são as empresas de televisão a cabo, que oferecem opções de canais HD e já cogitam a possibilidade de exibir os jogos em 3D. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o número de assinantes de TV a cabo já passa dos 25 milhões de brasileiros. A Sky possui 150 mil assinantes HD e pretende triplicar a base de assinantes do sistema em 2010 por conta dos jogos da Copa.

Em relação à transmissão em 3D, a Sky afirmou em nota que acompanha as pesquisas na área e as demonstrações que a DirecTV realiza nos Estados Unidos, onde o serviço será lançado no segundo semestre deste ano. “Vale lembrar que ainda não existe aplicação prática para 3D via TV no Brasil; aliás, em quase todo o mundo, pois, além de praticamente não existir conteúdo, é necessário uma TV especial para decodificar o sinal. Ainda não existe a definição de um padrão mundial para tal tecnologia”, explicou a empresa no documento.

Para quem vai ficar apenas com a tevê aberta, duas emissoras pretendem fazer a transmissão com alta definição para as localidades onde há o sinal digital. Os telespectadores que não têm televisores Full HD ou aparelhos sem conversor integrado devem comprar um conversor (a partir de R$ 200) para poder assistir às partidas com melhor qualidade.

O número
11,5 milhões
Número de aparelhos de TV a serem vendidos no Brasil em 2010




Glossário

Antes de escolher o próximo aparelho de tevê, entenda alguns termos utilizados nesta edição:

LCD — Sigla para liquid crystal display ou tela de cristal líquido. O visor é composto por cristais líquidos que reagem assim que a energia elétrica é transmitida. Por emitir mais luz através de uma lâmpada branca atrás da tela, o LCD é uma boa pedida para ambientes claros.

LED — Light emitting diode ou diodo emissor de luz. Na verdade, são tevês de LCD que usam a luz de LED para iluminar a tela de cristal de líquido. As lâmpadas de diodo estão por toda a extensão traseira da tela, o que dá à imagem maior nitidez, permite menor consumo de energia e torna possível diminuir a espessura do aparelho.

Plasma — Plasma display panel ou tela de plasma. Quando a corrente elétrica passa por pequenas células que contêm uma mistura de gases, ela ativa o gás, que passa para o estado plasma. Na prática, as vantagens dessa tevê são o contraste de cores e o ângulo de visão, maior que o das outras opções.

Taxa de contraste — Quanto maior a taxa de contraste, maior a variedade e a qualidade das cores na tela. Na prática, essa taxa representa a nitidez das imagens no televisor.

Taxa de atualização — É o número de vezes por segundo que uma imagem é renovada na tela. Geralmente é medida em Hz. Se uma TV tem taxa de atualização de 120Hz, isso significa que a imagem será renovada 120 vezes em um segundo.

Tempo de resposta — Tempo em que a tela leva para mudar um pixel de preto para branco. Na prática, se o tempo de resposta for pequeno, pode haver formação de “fantasmas” ou “borrões” na tela, principalmente em imagens dinâmicas, como as dos jogos de futebol.

 

 

O número
11,5 milhões
Número de aparelhos de TV a serem vendidos no Brasil em 2010




Glossário

Antes de escolher o próximo aparelho de tevê, entenda alguns termos utilizados nesta edição:

LCD — Sigla para liquid crystal display ou tela de cristal líquido. O visor é composto por cristais líquidos que reagem assim que a energia elétrica é transmitida. Por emitir mais luz através de uma lâmpada branca atrás da tela, o LCD é uma boa pedida para ambientes claros.

LED — Light emitting diode ou diodo emissor de luz. Na verdade, são tevês de LCD que usam a luz de LED para iluminar a tela de cristal de líquido. As lâmpadas de diodo estão por toda a extensão traseira da tela, o que dá à imagem maior nitidez, permite menor consumo de energia e torna possível diminuir a espessura do aparelho.

Plasma — Plasma display panel ou tela de plasma. Quando a corrente elétrica passa por pequenas células que contêm uma mistura de gases, ela ativa o gás, que passa para o estado plasma. Na prática, as vantagens dessa tevê são o contraste de cores e o ângulo de visão, maior que o das outras opções.

Taxa de contraste — Quanto maior a taxa de contraste, maior a variedade e a qualidade das cores na tela. Na prática, essa taxa representa a nitidez das imagens no televisor.

Taxa de atualização — É o número de vezes por segundo que uma imagem é renovada na tela. Geralmente é medida em Hz. Se uma TV tem taxa de atualização de 120Hz, isso significa que a imagem será renovada 120 vezes em um segundo.

Tempo de resposta — Tempo em que a tela leva para mudar um pixel de preto para branco. Na prática, se o tempo de resposta for pequeno, pode haver formação de “fantasmas” ou “borrões” na tela, principalmente em imagens dinâmicas, como as dos jogos de futebol.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade