Publicidade

Estado de Minas

Educadores criam projeto para ensinar programação a crianças de 5 a 7 anos


postado em 12/03/2012 10:31

Há alguns meses, causou burburinho na web o vídeo de uma garota de cerca de 1 ano, que clicava sem parar nas páginas de uma revista, na esperança de que elas deslizassem e se abrissem, como na tela de um iPad. Para quem cresceu enquanto a internet — e até o computador — não existia, é difícil digerir a cena. As próximas gerações, contudo, devem aprender programação com tanta naturalidade quanto seus pais aprenderam a montar quebra-cabeças. Ela é, defendem estudiosos norte-americanos, uma espécie de “nova matemática”. Uma equipe de pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e da Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, já está se preparando para educar as crianças dessa nova era. Com o projeto ScratchJr, eles pretendem ensinar a linguagem dos computadores para crianças da pré-escola, na faixa entre 5 e 7 anos, ao mesmo tempo em que elas aprendem o beabá.

“Programação é apenas mais uma maneira de se expressar, assim como desenhar com giz de cera, construir com blocos de Lego e aprender a escrever”, argumenta Mitchel Resnick, pesquisador do MIT e um dos idealizadores do projeto. “Faz sentido dar às crianças a oportunidade de expressar-se de todas as maneiras disponíveis. Com giz, elas criam imagens; com blocos, casas e castelos; com programação, podem fazer histórias interativas e jogos.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade