Publicidade

Estado de Minas

Pesquisa aponta que internet também tem horário de pico: das 19h às 22h

Atividades mais comuns são leitura de e-mails, notícias e redes sociais


postado em 18/09/2012 09:22

O diretor de arte Hilan Diener:
O diretor de arte Hilan Diener: "Posso escolher o conteúdo que quero" (foto: Antonio Cunha/Esp.CB/D.A.Press)
Em tese, internet e tempo não precisam andar de mãos dadas. A rede tem conteúdo disponível o tempo todo, para que você possa acessar quando quiser — e, com smartphones, tablets e outros dispositivos móveis, de onde quiser. Mas, a rotina dos usuários é dinâmica: afinal, mesmo conectados o tempo todo, eles também trabalham, estudam, namoram, fazem exercícios… Isso acaba criando picos de uso da rede ao longo do dia — e esse horário, considerado nobre, é o mesmo da televisão: entre 19h e 22h.

Esse período de tempo, que em média coincide com a chegada dos usuários em casa após o trabalho, é constatado por levantamento realizado pelas empresas Hi-Mídia e M.Sense, especializadas em estudos de segmentação, mídia on-line e mercado digital, mostra quais são os horários de maior acesso à internet no Brasil, e quais são as atividades mais realizadas pelos usuários da rede no país. Foram ouvidas 1.265 pessoas das cinco regiões do país, entre 15 e 22 de junho.

Horários de maior atividade no horário nobre

Durante a semana, entre AS 19h e AS 22h


No PC
» 41% navegam nas redes sociais
» 35% leem e enviam e-mails
» 32% leem notícias
» 32% leem conteúdo de entretenimento
» 31% assistem a vídeos
» 28% fazem download de filmes e músicas
» 19% jogam videogames

Nos smartphones e tablets
» 32% acessam as redes sociais
» 27% leem e enviam e-mails
» 25% leem notícias
» 23% leem conteúdo de entretenimento
» 19% assistem a vídeos
» 15% fazem download de filmes e músicas
» 15% jogam videogames

Durante a semana, após as 22h

No PC
» 30% fazem download de filmes e música
» 28% acessam as redes sociais
» 25% assistem a vídeos
» 18% jogam videogames

Nos smartphones e tablets
» 19% assistem a vídeos
» 18% fazem download de filmes e músicas
» 16% jogam videogames

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade