Publicidade

Estado de Minas

FTL: game se destaca na indústria e é um exercício de metalinguagem

Nascido do crowdfunding, uma ideia recente nos videogames, FTL traz em sua construção diversas características da indústria


postado em 15/10/2013 08:57

Bela jornada pelo tempo

(foto: Subset Games/Divulgação )
(foto: Subset Games/Divulgação )


Uma viagem temporal no mundo dos videogames. Uma definição diferente dessa, que pode ser até mesmo um pleonasmo, não descreveria melhor a experiência ao jogar FTL: Faster than light. Isso porque a obra é, em sua essência, uma demonstração do potencial de apenas dois desenvolvedores, que, no empenho de construir algo diferente do que a indústria tem como costume, elaboraram um título que circula por vários elementos característicos muito conhecidos no universo dos games, tornando o jogo um exercício de metalinguagem

Para compreender melhor FTL, é necessário saber sua origem. O game surgiu como um projeto no Kickstarter e foi um dos jogos eletrônicos de números mais meteóricos na história do site de financiamento coletivo. Em três semanas restantes para o fim da arrecadação, os membros da Subset Games já contavam com um orçamento 700% maior do que o esperado, de apenas US$ 10 mil. Essa captação já pode ser considerada a primeira característica que, mesmo atual, tem presença constante em parte da indústria — e é por aí que Faster than light começa a chamar a atenção do jogador às várias homenagens da indústria presentes em sua composição.

Leia mais notícias em Tecnologia

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade