Publicidade

Estado de Minas

Amazon trabalhará com livreiros independentes para Kindles

O programa chamado Amazon Source permite que os varejistas lucrem com as vendas de Kindles e oferece a opção de receber 10% do preço dos livros para Kindle


postado em 06/11/2013 18:02

San Francisco - A Amazon anunciou nesta quarta-feira planos para trabalhar com livreiros independentes e outros varejistas nas vendas de seus tablets Kindle, oferecendo aos comerciantes uma parcela das receitas com e-books.

O programa chamado Amazon Source permite que os varejistas lucrem com as vendas de Kindles e oferece a opção de receber 10% do preço dos livros para Kindle e oferece a opção de receber 10% dos preços dos livros Kindle vendidos em aparelhos vendidos na loja pelos primeiros dois anos depois que um cliente comprar um aparelho.

"Acreditamos que os varejistas, online e offline, pequenos ou grandes, devem ambicionar oferecer aos clientes o que eles querem e muitos consumidores querem ler tanto livros digitais como impressos", disse Russ Grandinetti, vice-presidente da Amazon Kindle.

Leia mais notícias em Tecnologia

"Por muitos anos, as livrarias venderam com sucesso livros da Amazon, agora a Amazon Source amplia esta oportunidade para o digital. Com a Amazon Source, os clientes não têm que escolher entre e-books e sua livraria favorita na vizinhança - eles podem ter ambos".

O programa se baseia em outro lançado com a varejista britânica Waterstones em 2012. A ação aproxima comerciantes tradicionais e a Amazon, que tem sido acusada de tirar muitas lojas do mercado.

A Amazon disse que o primeiro pedido pelos varejistas seria livre de preocupações porque compraria de volta o estoque por até seis meses.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade