Publicidade

Estado de Minas

O computador entende sua personalidade melhor que os amigos, aponta estudo

Esse foi o resultado alcançado por uma pesquisa das universidades de Standford e Cambridge. Eles compararam os likes do Facebook dos participantes às respostas de pessoas próximas a eles


postado em 13/01/2015 15:28 / atualizado em 13/01/2015 15:30

(foto: KAREN BLEIER)
(foto: KAREN BLEIER)
 

 

Já parou para pensar que as páginas que você curte no Facebook dizem muito sobre você? Pesquisadores da Universidade de Stadford na Califórnia e da Universidade de Cambridge realizaram um estudo para avaliar os traços de personalidade de 86 mil participantes, que responderam um questionário on-line e tiveram suas contas no Facebook avaliadas. Ao reunir 100 likes de cada usuário, os algoritmos utilizados na pesquisa conseguiram determinar a personalidade de cada um deles com mais precisão que parentes e amigos dessas pessoas - os algoritmos só "perderam" para os parceiros deles.

 

Vale ressaltar que a análise levou em conta apenas as cinco características de comportamento consideradas mais relevantes, sendo que há centenas de facetas para se avaliar. Ainda assim, a exatidão dos algoritmos chama a atenção, já que pode eliminar a necessidade de julgamento humano (que, segundo o estudo, é menos exato) em algumas situações.


Infelizmente, o levantamento limita-se a usar apenas o Facebook como referência. Avaliar o histórico do navegador, as buscas feitas no Google, as compras realizadas pela web e a utilização de outras redes sociais, como o Twitter e o Instagram, poderiam gerar um panorama mais completo de quem é uma pessoa.

 

Mas a equipe sugere que essas descobertas poderiam facilmente ser utilizadas em uma escala maior, por exemplo, para prever se você é a pessoa apropriada para um determinado trabalho. Ao invés de se candidatar a um cargo, os algoritmos iriam descobrir, investigando a base de dados que cada um tem na internet, se você se adequa. Só depois, te recrutaria - em caso positivo.

 

Leia mais sobre a pesquisa aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade