Publicidade

Estado de Minas

Relatório de segurança registra mais de 30 milhões de URLs suspeitos

Os malwares para dispositivos móveis também seguem em crescimento. O número total de amostras ultrapassou 5 milhões


postado em 16/01/2015 12:03

(foto: REUTERS/Kacper Pempel/Files)
(foto: REUTERS/Kacper Pempel/Files)


O último relatório divulgado pela empresa de segurança McAfee trouxe dados desanimadores para a segurança on-line. Segundo a companhia, o terceiro trimestre de 2014 teve mais de 30 milhões de URLs suspeitos devido, principalmente, aos encurtadores de endereços da interne, que ocultam sites maliciosos.

Além disso, a empresa registrou um crescimento nas URLs de pishing, os famosos golpes eletrônicos que consistem em adquirir dados pessoas dos usuários, como senhas e números de cartões de crédito. O número subiu de 250 mil, contabilizado no trimestre anterior, para 2,5 milhões. Os Estados Unidos hospedam a maior parte desses domínios.

“O crescimento nesse tipo de infecção se dá também como uma alternativa às infecções por email, visto que este é um meio de comunicação comumente mais protegido e monitorado por ferramentas antispam e antivírus”, destaca Bruno Zani, gerente de engenharia de sistemas da McAfee do Brasil.

Os malwares para dispositivos móveis também seguem em crescimento. O número total de amostras ultrapassou 5 milhões no terceiro trimestre de 2014, o que representa aumento de 16% no período e de 112% em relação ao ano anterior.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade