Publicidade

Estado de Minas

Suspensão do WhatsApp pela Justiça brasileira tem repercussão mundial

Alguns dos principais jornais do mundo já deram a notícia


postado em 17/12/2015 12:13 / atualizado em 17/12/2015 13:54

(foto: The Telegraph/ Divulgação )
(foto: The Telegraph/ Divulgação )

A suspensão do WhatsApp ganhou repercussão mundial, nesta quinta-feira (17/12), com várias notícias publicadas nos principais jornais do mundo. O BuzzFeed, The Guardian, The Telegraph, Mashable, Reuters, Independent e Le Monde são alguns dos principais meios de comunicação que divulgaram a informação.

(foto: Reuters/ Divulgação)
(foto: Reuters/ Divulgação)


Os veículos citaram o número massivo de usuários do aplicativo no Brasil, a influência das redes sociais na política nacional e a manifestação do dono do Facebook Mark Zuckerberg na própria rede social, que detém o controle do aplicativo.

(foto: Le Monde/ Divulgação)
(foto: Le Monde/ Divulgação)


O francês "Le Monde" destaca que o bloqueio ocorreu em meio a um contexto particular no país e citou o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, como um "antigo lobista das teles". O britânico "The Telegraph" diz que o bloqueio vem na esteira do lobby feito em agosto pelas operadoras para tentar tornar o WhatsApp ilegal também em função do serviço de voz gratuito. Outros veículos repercutiram ainda a manifestação do fundador do aplicativo Jan Koum que disse estar desapontado com a decisão e a postagem do aplicativo Telegram.

Leia mais notícias em Tecnologia

Após decisão da Justiça, o dono do WhatsApp e do Facebook, Mark Zuckerberg, disse que hoje era um dia triste para o Brasil e que está trabalhando duro para reverter o bloqueio. O cofundador do aplicativo também lamentou o ocorrido e se disse desapontado com a decisão. Para ele, o país ficará isolado do resto do mundo durante 48 horas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade