Publicidade

Estado de Minas

Brasilienses criam serviço de armazenamento de nuvem

Sistema permite guardar até 50Gb em dados e compete com Dropbox e Google Drive


postado em 20/04/2016 18:22 / atualizado em 20/04/2016 18:41

(foto: Owl Docs/Divulgação)
(foto: Owl Docs/Divulgação)
 
 
Três brasilienses criaram um serviço de armazenamento que mantém os arquivos dos usuários protegidos em serviços de nuvem. Ao lado de dois sócios, Bruno Kenj desenvolveu a Owl Docs, que permite guardar até 50GB em dados.

A principal diferença para concorrentes como Dropbox e Google Drive é que o serviço made in Brazil mantém os servidores em São Paulo, fazendo com que todos as informações salvas obedeçam às regras do país – diferentemente do que acontece com os rivais mais conhecidos que contam com datacenters em países do exterior.



“Se algo acontece com seus dados lá fora, dificilmente será possível abrir um processo contra a companhia e ganhar qualquer indenização”, explica Kenj. A empresa brasiliense disponibiliza três possibilidades, que custam mensalmente R$ 24,90, R$ 39,90 e R$ 79,90. No módulo mais simples, o internauta tem o direito de utilizar 15 GB de espaço e subir arquivos de, no máximo, 250 MB. No intermediário, o disco é de 25 GB. Já na versão mais completa, o usuário conta com 50 GB e pode carregar arquivos de até 5 GB. Mais informações: www.owldocs.com

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade