Publicidade

Correio Braziliense

Novo tipo de bateria deve durar até 10 anos, afirma estudo de Harvard

Pesquisadores ainda procuram uma forma de produzir bateria em larga escala e levá-la ao mercado.


postado em 15/02/2017 12:09

Inovação deve ser mais barata que baterias comuns(foto: Ilya Plekhanov/Creative Commons)
Inovação deve ser mais barata que baterias comuns (foto: Ilya Plekhanov/Creative Commons)


Uma bateria com durabilidade de no mínimo 10 anos foi desenvolvida por cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. A técnica utilizada pelos pesquisadores para que o material dure tanto tempo consiste em modificar a solução responsável por guardar a energia dos carregadores dentro do aparelho: atualmente, isso é feito com químicos, mas, no futuro, deve ser feito com um material aquoso de PH neutro.

 A cada mil ciclos de uma bateria comum, a “movida a água” só perde 1% da carga. “Algumas baterias de lítio hoje em dia param de funcionar antes de chegar aos mil ciclos de carga e descarga”, explicou o Doutor Michel Aziz, um dos professores responsáveis pela pesquisa, em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

O material utilizado pelos pesquisadores é o ferroceno, uma molécula insolúvel com boa condução de energia. Além de não precisar de recarga, se produzidas em grande escala, essas novas baterias também devem ter preço reduzido, já que parte do dinheiro investido nos atuais modelos é voltado para a construção de estruturas resistentes à corrosão de químicos. Até o momento, porém, ela está sendo utilizada de forma restrita pelo departamento de engenharia da universidade norte-americana. Os pesquisadores ainda procuram uma forma de produzi-la em larga escala e levá-la ao mercado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade