Publicidade

Correio Braziliense

Facebook investe em projeto para formar programadores e acelerar startups

A Estação Hack São Paulo oferecerá mais de sete mil bolsas anuais à jovens interessados em aprender sobre programação e empreendedorismo. Espaço deve começar as atividades até o final de 2017


postado em 28/08/2017 15:10

(foto: Álef Calado/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Álef Calado/Esp. CB/D.A Press)
 

São Paulo (SP) — O Facebook anunciou, nesta segunda-feira (28/8), o lançamento do seu primeiro centro de inovação no mundo. A Estação Hack São Paulo, localizado no coração da Avenida Paulista, oferecerá cursos gratuitos de programação, workshops sobre empreendedorismo e planejamento de carreiras e aceleração de startups.

A novidade visa colaborar para o desenvolvimento do mercado econômico e tecnológico no Brasil, capacitando pessoas de baixa renda e ajudando na criação de novos negócios. Todos os anos, duas mil bolsas serão ofertadas para cursos em tecnologia, 1,4 mil para workshops de preparação para o mercado de trabalho — voltadas para alunos de ensino médio de escolas da rede pública — 1,2 mil para workshops de administração de empresas e crescimento para empreendedores, duas mil para marketing digital para pequenos e médios empreendedores e 600 para o Acampamento de Inovação, voltado para adolescentes. Ao todo, 7,4 mil bolsas de estudos serão ofertadas, anualmente, pelo projeto.

"Acreditamos no brasileiro e queremos reforçar o nosso comprometimento com o país ajudando a formar os jovens para algumas das profissões do futuro", explicou Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook e do Instagram para América Latina. "Esse é o nosso maior investimento na América Latina e uma forma de incorporar uma parte do Espírito Hack que nos move", completou.
(foto: Álef Calado/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Álef Calado/Esp. CB/D.A Press)

As atividades serão ministradas por parceiros com atuação reconhecida nas áreas. Para Daniel Cleffi, sócio-fundador da MadCode — uma das empresas envolvidas no projeto — a novidade é uma conquista importante para os brasileiros. "Precisamos de mudanças drásticas na educação para ensinar aos jovens todas as habilidades necessárias ao século XXI. Temos uma parceria de longa data com o Facebook e estamos muito felizes de atuar na Estação Hack São Paulo, um centro onde se aprende com as metodologias de ensino mais modernas que deve inspirar escolas de todos os cantos do país", ressalta.  

Oportunidade


O anúncio foi feito na própria Estação Hack São Paulo. O espaço, de aproximadamente mil metros quadrados, ainda está em obras mas deve ficar pronto até o final do ano. Ao todo, cerca de 80 alunos receberão capacitação em três salas de aula, separadas por paredes móveis que poderão ser abertas de maneira a formar uma grande sala. As startups selecionadas para participar dos programas de aceleração terão, a disposição, 52 estações de trabalho e uma sala de reuniões.

 

*O estágiario, sob orientação de Taís Braga, viajou a convite do Facebook Brasil

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade