Publicidade

Correio Braziliense

Positivo apresenta o micro:bit, uma placa programável voltada para crianças

Criado na Inglaterra, o pequeno computador deve ser distribuído para cerca de 100 mil alunos brasileiros até o fim de 2019


postado em 25/10/2017 18:51 / atualizado em 25/10/2017 19:24

(foto: Positivo Tecnologia/Divulgação)
(foto: Positivo Tecnologia/Divulgação)
 

A Micro:bit Foundation, empresa inglesa sem fins lucrativos, e a Positivo Tecnologia firmaram parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para levar a alunos brasileiros a plataforma baseada em um pequeno microcomputador programável micro:bit. A intenção do projeto é desenvolver o lado inovador, inventivo e empreendedor das crianças.

A placa foi criada pela BBC, rede pública de tevê e rádio do Reino Unido, em colaboração com 31 parceiros, como a Microsoft e ARM (empresa de processadores 32 bits). O pequeno computador programável que cabe no bolso começou a ser distribuído gratuitamente em 2016 a cada aluno do sétimo ano das escolas na Inglaterra e no País de Gales, e para estudantes na Irlanda do Norte e da Escócia de turmas equivalentes (a partir de 11 anos de idade, início do ensino médio). Atualmente, cerca de um milhão de crianças utilizam o aparelho.

O micro:bit já foi implantado em mais de 40 países e agora chega ao Brasil. O anúncio foi feito pelas empresas e pelo Ministério durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que o ocorre no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade até domingo (29/10). A parceria com o MCTIC deve levar a placa programável para mais de 100 mil crianças até o fim de 2019. O pequeno computador deve estar disponível no próximo mês para compra no varejo. Por enquanto, a Positivo não divulgou o valor unitário. Mas, segundo executivos da empresa, no exterior custa, em média, R$ 90 a R$ 100 e por aqui o preço deve ficar abaixo disso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade