Publicidade

Correio Braziliense

Brasileira vence concurso de doutorados em clipes da revista Science

Natália Oliveira fez clipe inspirado na série CSI para apresentar pesquisa na categoria Química


postado em 03/11/2017 08:20

Natália uniu dança e teatro para gravar o vídeo, filmado juntamente com o grupo de dança Vogue 4 Recife (foto: Reprodução/Facebook)
Natália uniu dança e teatro para gravar o vídeo, filmado juntamente com o grupo de dança Vogue 4 Recife (foto: Reprodução/Facebook)
 
A pernambucana Natália Oliveira, 28 anos, venceu a competição mundial Dance Your PhD, promovida pela revista Science. Ela será premiada na categoria Química do concurso que propõe a pesquisadores acadêmicos explicarem seus trabalhos com movimentos de dança. O clipe foi produzido juntamente com o grupo Vogue 4 Recife, filmado em pontos turísticos da capital pernambucana e também no laboratório de Imunopatologia Keizo Asami da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

O trabalho concorreu com outros 11 finalistas e foi o mais votado, acumulando 78% de aprovação no site da publicação científica. A produção foi inspirada na série norte-americana CSI e mostra uma equipe de peritos que busca desvendar crimes. O vídeo explorou o tema da tese da pernambucana, Desenvolvimento de biossensores para as ciências forenses. Na pesquisa, Natália propõe uma metodologia para detectar amostras biológicas - como sêmen, saliva e sangue - mesmo após passarem por lavagens com materiais de limpeza. 

"Acho sensacional mostrar ao público de forma simples o que se faz na academia. Esses assuntos têm um distanciamento muito grande das pessoas. E, assim, podemos incentivar o interesse pela ciência. Quero desconstruir isso e trabalhar com a ciência mais acessível às pessoas", explicou Natália em entrevista recente ao Viver. 

O elenco do clipe é composto por Edson Vogue, Amethyst Quartzo, Wanderson César, Lúcio Souza, Juliana Damasceno e William Silva. As músicas usadas na trilha sonora são Chega, vai, do duo pernambucano Eu e a Duplicata, produzida exclusivamente para o vídeo, e ainda Bate cabelo, Zona e Não me defina, de Ga31. 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade