Publicidade

Correio Braziliense

Twitter anuncia que deixará de aceitar propaganda política em todo mundo

Ação do Twitter responde às severas críticas sobre disseminação de fake news por parte de políticos nas redes sociais


postado em 30/10/2019 19:21

Detalhes serão anunciados no próximo mês, segundo o CEO Jack Dorsey (foto: JOSH EDELSON/AFP)
Detalhes serão anunciados no próximo mês, segundo o CEO Jack Dorsey (foto: JOSH EDELSON/AFP)
O Twitter anunciou, nesta quarta-feira (30), que não vai mais aceitar propaganda política em sua plataforma em nível global, em resposta às crescentes críticas sobre a disseminação de fake news por parte dos políticos nas redes sociais.

Em um tuíte, o CEO Jack Dorsey disse que a companhia tomou esta decisão para evitar potenciais problemas derivados de mensagens automáticas, fake news e deepfakes - uma técnica de Inteligência Artificial que permite editar vídeos falsos de pessoas aparentemente reais.

O anúncio foi feito no momento em que o Facebook se encontra sob pressão para verificar os posts de políticos e sua plataforma.

Dorsey disse que a nova política, cujos detalhes serão divulgados no mês que vem, proibirá tanto os anúncios sobre temas políticos quanto de candidatos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade