Publicidade

Correio Braziliense

Conheça ferramentas gratuitas para home office em tempos de coronavírus

Empresas de tecnologia oferecem gratuitamente ferramentas para quem precisar trabalhar de casa por conta do novo coronavírus


postado em 12/03/2020 15:17 / atualizado em 12/03/2020 15:18

A Google e a Microsoft anunciaram que estão disponibilizando ferramentas de trabalho a distância gratuitamente por conta do novo coronavírus.(foto: JOSH EDELSON / AFP)
A Google e a Microsoft anunciaram que estão disponibilizando ferramentas de trabalho a distância gratuitamente por conta do novo coronavírus. (foto: JOSH EDELSON / AFP)
Com o impacto do novo coronavírus e o incentivo de empresas estrangeiras para os trabalhadores realizarem tarefas de casa, empresas de tecnologia como a Microsoft e a Google tem liberado ferramentas gratuitamente para auxiliar neste período de epidemia global. 

Ainda não há registros de organizações no Brasil que solicitaram especificamente a seus empregados realizarem o trabalho de casa, no entanto empresas como Facebook e Twitter anunciaram que estão tomando medidas para manter seus funcionários seguros e as pessoas informadas sobre Covid-19, além de tentar conter a divulgação de fake news sobre o assunto. “Estamos realizando um trabalho para divulgar informações corretas, promover interações construtivas e destacar conteúdos confiáveis sobre esse emergente problema," comunicou o twitter em nota.

O microblog ainda informou que está incentivando todos os funcionários da empresa, em todo o mundo a trabalhar em casa, no entanto, para funcionários que preferem ou precisam entrar nos escritórios, eles permanecerão abertos. “Nosso objetivo é reduzir a probabilidade de disseminação do coronavírus Covid-19 para nós - e para o mundo ao nosso redor”, confirmou a assessoria. Apenas em Hong Kong, Japão e Coréia do Sul a medida é obrigatória, devido, em parte, a restrições do governo.

Microsoft Teams

Para usar a ferramenta gratuita da Microsoft, o Microsoft Teams, o usuário precisa fazer um cadastro com seu endereço de e-mail do Gmail ou Outlook e se inscrever na versão disponibilizada. 

A plataforma possibilita que os usuários utilizem um chat, compartilhando arquivos e fazendo chamadas com vídeo. Disponível em duas versões, uma para indivíduos e outra para profissionais de TI, ela pode ser configurada para usos específicos como por exemplo para o serviço de professores, alunos e administradores.

A licença gratuita é válida até janeiro de 2021. É possível realizar videoconferências para até 250 participantes, eventos ao vivo para até 10 mil pessoas, gravação e compartilhamento de tela, além de bate-papo e colaboração em tempo real com os aplicativos do Office. 

Após a epidemia do novo coronavírus houve pico de uso na China e a plataforma registrou um aumento de 500% em suas atividades.  “Ao disponibilizar o Teams para o maior número possível de pessoas, nosso objetivo é apoiar a saúde e a segurança pública, mantendo as equipes conectadas enquanto trabalham remotamente,” informou a Microsoft em nota.

Ferramentas Google

Após o início da crise com o Covid-19 houve um aumento na procura por produtos da Google como Gmail, Agenda, Drive, Classroom, Hangouts Meet, Hangouts Chat e o G Suite para Educação.

Nesta semana a empresa anunciou o acesso gratuito a recursos avançados de videoconferência do Hangouts Meet para todos os clientes globais do G Suite e G Suite para Educação, até 1º de julho de 2020. Novos recursos deverão ser acrescentados, capazes de atender ao aumento na demanda por streaming ao vivo no YouTube. 
 
*Estagiária sob supervisão de Vinicius Nader

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade