Publicidade

Correio Braziliense

Ministério da Justiça notifica Zoom por suspeita de vazamento de dados

As autoridades buscam entender como o aplicativo de videoconferências compartilha informações dos usuários com o Facebook


postado em 08/04/2020 16:37 / atualizado em 08/04/2020 16:49

(foto: Arquivo/EBC)
(foto: Arquivo/EBC)
A Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, notificou nesta segunda-feira (6/4) a empresa responsável pelo aplicativo Zoom por suspeita de vazamento de dados. As autoridades buscam entender como o app de videoconferências compartilha informações dos usuários com o Facebook.

A Senacon explica que o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) questionou a política de privacidade e a existência ou não de consentimento dos usuários em relação ao compartilhamento de dados. “A investigação procura entender se a Zoom notifica o Facebook quando o usuário abre o aplicativo, assim como detalhes criados pelo dispositivo para direcionar anúncios para os usuários”, informa a secretaria. 

Os questionamentos foram sobre políticas de privacidade; compartilhamento de informações dos usuários, como e desde quando e por quais motivos isso ocorre; quem tem acesso aos dados compartilhados; em qual ou quais versões do aplicativo e em quais sistemas operacionais há o compartilhamento.

A empresa poderá prestar esclarecimentos em até dez dias para o DPDC. Conforme a notificação, caso o Zoom não responda as questões no prazo determinado ou haja mais sinais de violação de direitos dos consumidores, poderá responder um processo administrativo que poderá resultar em multa.

*Estagiária sob a supervisão de Fernando Jordão

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade