Publicidade

Correio Braziliense

Facebook tenta acordo, mas anunciantes devem manter boicote

Empresa realizou reunião com marcas para não perder patrocínios por um mês


postado em 01/07/2020 15:00 / atualizado em 01/07/2020 15:27

(foto: livier Douliery/AFP)
(foto: livier Douliery/AFP)
A reunião entre Facebook e anunciantes para impedir um boicote de mais de 400 marcas, incluindo Coca-Cola e Starbucks, acabou sem acordo. A partir desta quarta-feira (1º/7), os anúncios devem deixar de ser exibidos na rede social. 

 

Segundo a agência Reuters, executivos do Facebook, incluindo Carolyn Everson, vice-presidente de Soluções Globais de Negócios, e Neil Potts, diretor de Políticas Públicas, realizaram pelo menos duas reuniões com anunciantes na terça-feira (30/6) para convencer as empresas a desistirem da ideia, prevista para durar um mês. 

 

Mas os executivos não ofereceram novos detalhes sobre como abordariam o discurso de ódio. Em vez disso, apontaram para comunicados de imprensa recentes, frustrando os anunciantes, que acreditam que esses planos não são o suficiente.

 

A discussão começou quando grupos de direitos civis dos Estados Unidos convocaram multinacionais para ajudar a pressionar o gigante da mídia social a tomar medidas concretas para bloquear o discurso de ódio na plataforma.

 

*Estagiário sob supervisão de Fernando Jordão 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade