Publicidade

Estado de Minas

Washington oferece produções teatrais e diversas opções de museus


postado em 01/08/2012 12:06

Fachada do Museu do Espião(foto: Destination DC/Divulgação)
Fachada do Museu do Espião (foto: Destination DC/Divulgação)


Cidade planejada, com avenidas largas, grandes áreas verdes e monumentos clássicos. A descrição é bem familiar à Brasília, mas, nesse caso, trata-se da capital dos Estados Unidos, Washington District of Columbia ou, simplesmente, Washington D.C. No centro do poder estadunidense, reúne-se a cúpula política em edifícios como o Capitólio, sede do Congresso; a Suprema Corte, morada do judiciário; e a Casa Branca. Além disso, a cidade também acomoda o Pentágono, o centro do poder militar e as centrais do FBI e da CIA. Atrações que por si só renderiam muitos visitantes, mas as opções para o turista vão muito além.

Segundo dados do Departamento Comercial de Viagens e Turismo dos Estados Unidos, a capital do país recebeu cerca de 1,8 milhão de visitantes estrangeiros em 2011, um crescimento de 4,1% se comparado aos números de 2010. Os brasileiros estão entre os que mais visitaram a região, cerca de 116 mil foram até lá no ano passado. E, como sempre, deixaram um bom dinheiro: os gastos somaram US$ 142,5 milhões. A maior parte dos turistas vão a negócios, viajando direto para o destino, ou veem de algum outro grande centro comercial, como Nova York.

Segundo Alicia Malone, gerente internacional de relações com a mídia de Washington, os ícones políticos ainda são o forte da cidade. Porém, ela destaca que outros locais também chamam atenção de visitantes. “Washington é rica em história e tem uma grande variedade de monumentos e memoriais. Além disso, conta com times esportivos, parques, recreação, teatros e uma noite noturna agitada”, comenta.

A capital dos Estados Unidos é a segunda em números de produções teatrais no país, perdendo apenas para Nova York. Há 80 teatros e centenas de profissionais da área. Sua agenda de eventos é cheia o ano todo com tours pelas embaixadas do mundo, além de celebrações, como o Festival das Cerejeiras, que ocorre nos meses de março e abril, e atrai mais de 1 milhão de visitantes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade