Publicidade

Correio Braziliense

Aruba é a dica para quem vai ao Caribe e quer tempo bom, longe de furacões

Por estar fora da rota de desastres naturais, a região tem uma longa temporada de sol, sal e malemolência. Hotéis com todos os serviços inclusos são as pedidas para quem quer aproveitar ao máximo as atrações oferecidas


postado em 02/01/2013 08:00 / atualizado em 31/12/2012 19:30

(foto: Aruba Tourism Authority/Divulgação)
(foto: Aruba Tourism Authority/Divulgação)


Se do avião você não teve curiosidade de dar uma espiada naqueles tons de verde e azul-turqueza que o esperavam lá embaixo, é a música que o recepciona no aeroporto que faz cair a ficha: estou no Caribe. No desembarque já é possível sentir o bafo quente de Oranjestad, capital da Ilha de Aruba, situada ao norte da Venezuela. O destino, com 110 mil habitantes, tem, graças a Deus, a obviedade dos cenários paradisíacos caribenhos, somados ao entretenimento e ao luxo. Mas o grande diferencial de Aruba é estar fora da rota dos furacões, ao lado de Curaçao, Barbados e Los Roques. O calor e o sol estão garantidos o ano todo (média de 28°C), mas a alta temporada vai até abril.

Ao todo, 28 hotéis e resorts oferecem 10 mil leitos. Apesar de escassas, há opções de hospedagens mais baratas: apartamentos, com cozinha, a partir de US$ 60 a diária. A maioria esmagadora dos turistas (75%) parte dos Estados Unidos. Com a facilidade de estarem a apenas uma hora de voo de Aruba, os venezuelanos são o segundo mercado de turismo do destino que, no ano passado, recebeu cerca de 1,7 milhão de visitantes – 500 mil deles só de passageiros de cruzeiros.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade