Publicidade

Correio Braziliense FESTEJOS

É Natal: descubra os principais mercados natalinos pelo mundo

Na época mais decorada do ano, algumas cidades se transformam para incorporar o clima e a magia. Conheça um pouco mais desses lugares que se vestem de festa


postado em 16/12/2017 10:00 / atualizado em 18/12/2017 16:31

(foto: André Melo-Andrade/Flickr)
(foto: André Melo-Andrade/Flickr)


Dezembro chegou, e  com ele, a magia do natal. A época do ano que pulsa fraternidade, boas vibrações e confraternização vem acompanhada por uma decoração única. As cidades se enchem de cores e brilhos, os shopping centers são enfeitados e todos querem celebrar uma das datas mais aguardadas ao longo do ano. O dia 25 de dezembro marca o nascimento de Jesus Cristo e muitos lugares se preparam para esse dia.

Viver o Natal é realmente mágico, para a pedagoga Soraia Abdel. Esta é a época do ano de que mais gosta. “Eu tenho uma relação de encantamento com o Natal desde sempre. Ruas enfeitadas, árvores e mais árvores natalinas me fazem lembrar da infância e querer cultivar a tradição até hoje. Nesta época, eu costumo decorar minha casa, fazer bolos típicos e usar decorações natalinas, como pratos, toalhas, velas. Moro nos Estados Unidos e aqui temos o costume de decorar a casa dois meses antes do Natal”, conta ela, que sempre se prepara bastante para as comemorações.
Soraia Adbel desfrutando da sua época do ano preferida (foto: Arquivo Pessoal)
Soraia Adbel desfrutando da sua época do ano preferida (foto: Arquivo Pessoal)

Além de desfrutar a tradição em casa, conhecer outros lugares que se vestem de festa nesta época do ano é um costume de Soraia. “Quando não temos visitas em dezembro, eu costumo conhecer outras cidades que ficam todas decoradas. Um dos lugares que mais me encantaram foi em Norman, uma pequena cidade de Oklahoma, porque foi o meu primeiro contato com a neve e com o Natal fora do Brasil. Mas sem dúvidas o local que mais me emocionou foi Aspen. Lá tudo é mágico e encantador nesse período. Pessoas vestidas com roupa de inverno de épocas passadas, cantando músicas de Natal pelas ruas cobertas de neve, é uma das coisas mais lindas por lá”, lembra ela.

 

 

 


Símbolo divino

  • Desde três mil anos antes de Cristo, civilizações antigas, que habitaram a Europa e a Ásia, consideram a árvore como um símbolo divino. Por isso, cultuavam e realizavam festas ao seu redor como uma maneira de celebrar sua divindade. Essa crença ligava a árvore a entidades mitológicas, e o fato de estar na vertical se refere às raízes fincadas no solo, ou seja, uma aliança entre os céus e a terra.
  • Quando chegava o inverno, os poloneses e depois os alemães tinham o costume de cortar uma parte dos pinheiros e colocar dentro de casa para enfeitar seus lares, muito parecido com o que se tem hoje. A tradição foi evoluindo e tempos depois os pais passaram a colocar presentes para seus filhos embaixo dessas árvores.
  • No século 8, o monge beneditino São Bonifácio decidiu associar o formato triangular do pinheiro à Santíssima Trindade, e suas folhas resistentes, à eternidade de Jesus. Foi assim que, em 1510, nasceu a árvore de Natal, na Letônia.

Mercados de sonhos 
 
A magia do Natal está presente em diversas cidades da Europa, que mantêm a tradição de promover mercados natalinos, mostrando um pouco dos costumes em seus artesanatos e na gastronomia típica desta época de ano. Eles contrastam com as belas paisagens  e com o clima mais frio no inverno. Confira cinco mercados natalinos imperdíveis na Europa. Ainda há tempo de arrumar as malas e conhecê-los.

(foto: Rich Pick/Flickr)
(foto: Rich Pick/Flickr)

Praga - República Tcheca  

Considerado como um dos melhores mercados natalinos europeus, situado na Old Town Square e Wenceslas Square, o mercado na Cidade Velha é uma das atrações mais divertidas. Por lá não faltam peças tradicionais como as clássicas marionetes tchecas, joias e cristais da boêmia, tudo isso num clima especial, com deslumbrantes decorações, música e quitutes.

(foto: Hochmuller/Divulgação)
(foto: Hochmuller/Divulgação)

Lucerna - Suíça 

País repleto de tradições e um dos destinos preferidos dos viajantes no fim do ano, a Suíça fica ainda mais charmosa durante o período natalino. Lucerna, localizada na parte central, mantém a tradição de ocupar as ruas com cultura e história para a alegria dos turistas. Entre os dias 2 e 20 de dezembro, a cidade ganha mais luz com os mercados natalinos, que iluminam as praças com as tradicionais barracas decoradas, onde comerciantes oferecem artesanato local, produtos que são especialidades regionais, como vinho quente, queijos, pães, chocolate, enquanto sons festivos de corais e bandas embalam quem passa pela área. Um dos eventos mais esperados do ano, o “Live on Ice”, será realizado pela sétima vez, de até 2 de janeiro. Trata-se de uma pista de patinação no gelo gratuita, às margens do Lago de Lucerna, ao lado da KKL Luzern.

(foto: Josef Lex/Flickr)
(foto: Josef Lex/Flickr)

Viena - Áustria   

Com 25 mercados espalhados pela cidade, o mais tradicional é o mercado Viena, na City Hall Square, com um belo cenário que faz com que seja o mais popular da capital autríaca, com dezenas de árvores natalinas e uma pista de patinação no gelo. Outra atração é o Palácio de Schönbrunn, antiga residência de verão dos imperadores austríacos, paisagem maravilhosa para um mercado de Natal.

(foto: Pinterest/Reprodução)
(foto: Pinterest/Reprodução)

Paris - França  

Na Cidade Luz, os mercados natalinos oferecem uma experiência inesquecível. A temporada de inverno em Paris é uma das mais conhecidas do mundo e um dos maiores mercados, que é um dos mais famosos, se estende pela Champs-Elysées em torno da Place de la Concorde. Uma atração imperdível é o mercado da Place des Abbesses, que está situado no coração do bairro Montmartre.

(foto: Facebook/Reprodução)
(foto: Facebook/Reprodução)

Munique - Alemanha   

Um dos destinos mais visitados da Alemanha é transformado em um dos maiores mercados de Natal. Com muita festividade, luzes brilhantes, cabanas de madeira e árvores de Natal deslumbrantes, o famoso mercado de Sendlinger Tor possui 40 cabanas com diversas obras de artes, como as famosas esculturas esculpidas em sabão. Em Munique, há também o mercado de Kripperlmarkt,  maior comércio de presépios da Alemanha.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade