Publicidade

Correio Braziliense TOUR

Cidades vistas do alto: embarque, sente-se e aproveite

Conheça melhor o serviços dos icônicos double-decker-bus oferecidos em diversas cidades pelo mundo, ajudando principalmente turistas de primeira viagem


postado em 10/03/2018 10:00 / atualizado em 07/03/2018 18:05

Gisele fez um passeio em Dublin, na Irlanda, e recomenda o ônibus turístico a quem não tem muito tempo e não pretende alugar um carro (foto: Gisele Siqueira/Arquivo Pessoal)
Gisele fez um passeio em Dublin, na Irlanda, e recomenda o ônibus turístico a quem não tem muito tempo e não pretende alugar um carro (foto: Gisele Siqueira/Arquivo Pessoal)

Ao caminhar por praticamente qualquer cidade do mundo, certamente você já avistou aqueles ônibus nada discretos, coloridos, de dois andares e abarrotados de turistas segurando suas câmeras e smartphones em busca da melhor selfie. Emblemáticos, os double-decker-bus são um dos cartões-postais mais conhecidos de Londres, e também foram eternizados em canções consagradas, como em There is a light it never goes out, da banda britânica The Smiths.


Além de uma visão panorâmica privilegiada, eles oferecem um tour pela cidade, com roteiros predeterminados e passeios pelos principais pontos turísticos locais. A modalidade mais comum é a hop-on hop-off, que possibilita que o passageiro desembarque no ponto em que desejar, explore o local e embarque novamente alguns minutos depois, sem a necessidade de pagar por uma nova passagem. Existem, dentro dos roteiros, pontos de parada específicos, mas, caso o turista deseje ir caminhando até o próximo, ele tem total liberdade. Nesse caso os passes têm duração de 24, 36, 48 e até 96 horas. Um ponto interessante é o serviço de áudio dos veículos que,  com opções multilíngues, narra a história e conta curiosidades sobres as atrações em questão. Algumas cidades, como Amsterdã e Viena, oferecem a opção de barcas hop-on hop-off, que percorrem os canais.

Ideal para quem visita o lugar pela primeira vez, o serviço se torna mais interessante para o turista em sua primeira viagem ao local, que não definiu o que visitar, nem como chegar aos locais desejados. Ou até mesmo aquele que se sente inseguro com o transporte da região. Nesse sentido, o double-decker-bus proporciona maior conforto ao visitante. A analista de recursos humanos, Gisele Siqueira, 37, indica o passeio para aqueles que dispõem de pouco tempo para conhecer a cidade, “peguei esse ônibus pela primeira vez em Dublin, na Irlanda. Valeu a pena, recomendo para quem não tem muito tempo, não conhece muitos lugares ou não quer alugar um carro. Também é legal para quem não gosta de fazer a parte de planejamento, roteiros, pegar metrô e

táxi” conclui.

Apesar de serem mais comuns na Europa, eles existem também no Brasil. Santos, Curitiba, Fortaleza e Brasília são algumas das cidades que oferecem esse serviço. Em Brasília, o city tour de duas horas custa R$ 50,00 por pessoa; crianças e idosos pagam a metade do valor.


Londres, Inglaterra

(foto: Stewart Montgomery/Flickr )
(foto: Stewart Montgomery/Flickr )


Existem 5 rotas e 60 paradas turísticas em Londres. Com o London Pass, o turista também obtém entrada gratuita em mais de 80 atrações. O guia de áudio está disponível em 9 línguas. Os ônibus passam a cada 20 minutos e as paradas de embarque e desembarque são: Torre de Londres, Abadia de Westminster, Tower Bridge, Palácio de Buckingham e Trafalgar Square.

Washington, Estados Unidos

(foto: Rezwan Hussain/Flickr )
(foto: Rezwan Hussain/Flickr )
 


As rotas e o número de paradas irão depender da empresa escolhida para o passeio. Algumas oferecem um tour noturno. Os roteiros tradicionais incluem a Casa Branca, National Mall, Martin Luther King, Jr. Memorial, Cemitério Internacional de Arlington, Lincoln Memorial, Museu do Holocausto, pelo bairro histórico Georgetown, e outros pontos famosos. Os passageiros ganham entrada para o Museu de Cera Madame Tussaud. São 100 pontos turísticos, 2 rotas e 25 paradas. Os ônibus circulam a cada 30 minutos. 

 

 

Coletivo conversível

 

Paris, França

(foto: Ceremony/Flickr )
(foto: Ceremony/Flickr )


Em Paris, o bilhete pode ser adquirido on-line e os automóveis contam com wi-fi e capas de chuva grátis. Também existe um aplicativo gratuito com pontos de referências, rotas e horários dos ônibus. São duas rotas e mais de dez paradas; os passageiros também ganham descontos e ofertas em atrações e restaurantes. A Rota vermelha abrange os locais mais emblemáticos de Paris, da Torre Eiffel e do Arco do Triunfo, ao Grand Palais e Notre Dame. Já a Rota Azul trafega pela Bohemian Montmartre, incluindo Sacré Coeur e Moulin Rouge.

Dublin, Irlanda

(foto: Sylvi/Flickr)
(foto: Sylvi/Flickr)


Em Dublin também é possível adquirir passes on-line com 20% de desconto. São quatro opções de passagens com valores diferentes. Crianças com menos de 14 anos não pagam. Além disso, existe um tour ao vivo totalmente narrado em alemão. Os guias de áudio são gravados em 10 idiomas diferentes. O passeio tem duração de 2 horas e 15 minutos com 33 paradas. O turista também ganha desconto e entradas gratuitas em algumas atrações.

 

Nova York, Estados Unidos

(foto: Michael Kirschner/Flickr )
(foto: Michael Kirschner/Flickr )
 


Com 4 rotas e mais de 50 paradas, o city tour por Nova York leva aproximadamente três horas. Ele também oferece desconto e entrada gratuíita em atrações.

Barcelona, Espanha

(foto: (c)steven m.guess/Flickr )
(foto: (c)steven m.guess/Flickr )


Em Barcelona existem 3 rotas e 37 paradas divididas em linhas verde, azul e vermelha. Os passageiros também têm acesso a wi-fi gratuito e mais de £200 libras em descontos. O passeio dura das 09h às 20h e é traduzido para 16 idiomas. Os ônibus circulam de 5 em 5 minutos.

Amsterdã, Holanda

(foto: Dimitrisk/Flickr )
(foto: Dimitrisk/Flickr )


Em Amsterdã você pode optar por um tour de ônibus ou barco, ou até uma combinação dos dois. As reservas podem ser feitas através do site. Wi-fi gratuito também é oferecido, crianças de até três anos não pagam.

 



* Estagiária sob supervisão de Taís Braga

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade