Publicidade

Correio Braziliense NOVA ORLEANS

Equilíbrio entre o luxo e o gratuito: desfrute um dia em Nova Orleans

Para o terceiro e último dia em NOLA, preparamos um guia democrático que agrada tanto os apaixonados por compras quanto aqueles que buscam prazeres gratuitos pela cidade


postado em 24/03/2018 10:00 / atualizado em 24/03/2018 17:47

(foto: Lee Celano/AFP )
(foto: Lee Celano/AFP )

MANHà

A recomendação é curtir o delicioso brunch do Palace Cafe (605, Canal Street) para começar o último dia em grande estilo e com energia para encarar uma rotina ao ar livre e em lojas. Antes de seguir para a tentadora Rua Magazine, pegue um bonde em direção ao Parque Audubon. A gigantesca área verde em Uptown tem campos de golfe, café, zoológico, aquário e insetário. Atração para qualquer idade em local deslumbrante que leva o turista para o interior da Luisiana sem sair do meio da cidade.

(foto: Lee Celano/AFP )
(foto: Lee Celano/AFP )

TARDE

Prepare os pés e o bolso para encarar um dos maiores corredores de compras do mundo. A Rua Magazine tem mais de 50 quarteirões de lojas de todos os tipos, estilos e faixas de preço, boa parte delas no belíssimo Garden District. O endereço também tem bares, cafés, bistrôs e restaurantes maravilhosos e diversificados. Se o seu objetivo não for compras, suba algumas quadras em direção a Saint Charles Av., endereço das mansões de moradores da cidade e personalidades do cinema. É a avenida que mais representa todo aquele imaginário criado por Hollywood em filmes sobre subúrbios ricos dos EUA. Varandas decoradas, jardins bem cuidados e, em outubro, decorações incríveis de Halloween, que parecem saltar de um filme da Sessão da Tarde.

NOITE

Seja qual tenha sido o destino da tarde, programe o passeio para estar de volta ao número 600 da Rua Decatur antes da 19h. Isso porque a despedida de New Orleans merece um passeio pelo Rio Mississippi a bordo de um jantar musical no luxuoso barco a vapor Natchez. Os ingressos não são baratos (US$ 48 só o passeio e US$ 81, com direito a refeição), mas a vista da cidade ao anoitecer, com o pôr do sol ao fundo refletindo nas águas do rio, vão fazer você querer programar ali mesmo seu retorno a Nova Orleans. Uma cidade impossível de se visitar apenas uma vez.

 

Dez passeios grátis em Nola 

Confira um roteiro de lugares onde você poderá aproveitar as belezas naturais, aprender sobre a história de Nova Orleans, apreciar a arquitetura e provar iguarias da culinária local sem precisar gastar muito ou quase nada.

(foto: Rafael Alves/CB/D.A Press)
(foto: Rafael Alves/CB/D.A Press)

1 – Caça à música 
Durante o dia ou da noite, andar sem rumo pelas ruas de Nola apenas com o ouvido atento às performances das bandas que se apresentam no French Quarter é uma experiência sensorial inesquecível. Afinal, a música livre é uma tradição na cidade desde a virada do século 19 para o 20 e está presente em cada esquina, em cada bar.

2 – Caminhos do jazz
O National Park Service oferece seis passeios a pé sobre a história do jazz que podem ser feitos por conta própria, sem guias. No site www.nps.gov/jazz, é possível baixar mapas descritivos sobre endereços de locais fundamentais para se entender a trajetória desse estilo musical. Mais informações: 419, Decatur Street.

(foto: brittreints/flickr )
(foto: brittreints/flickr )

3 – Descanse nos parques
Os parques são grandes, bem cuidados e excelentes opções para se refrescar do calor, dos carvalhos centenários do City Park aos espaços de piquenique, brinquedos e campos de golfe do Parque Audubon. Um passeio pelo Louis Armstrong Park, com parada na Congo Square, berço do blues e jazz, é fundamental.

4 – Festa ao ar livre
Na cidade onde o lema é “Deixe os bons tempos rolarem”, oportunidades de curtir festas gratuitas não faltam para os visitantes. Nova Orleans tem mais de 100 festivais em seu calendário oficial, muitos deles de graça, como o French Quarter Fest (abril), o Satchmo SummerFest (agosto), e, é claro, o concorrido e carnavalesco Mardi Gras, em fevereiro.

5 – A história da cidade
Uma parada no número 533 da Royal Street, onde está A coleção histórica de Nova Orleans, é essencial para entender Nola. No prédio, há exposições sobre pessoas e fatos que marcaram a história local. Entre fevereiro e maio de 2018, o destaque será a mostra A era da fundação, com vasto acervo sobre os primórdios da cidade.

6 – O roteiro das mansões
A Saint Charles Avenue, no Garden District, é uma das avenidas mais famosas dos EUA por causa de seus belos casarões e construções históricas. Local é o preferido pelos moradores para curtir desfiles do Mardi Gras e, em outubro, as decorações de Halloween transpõem turistas para um típico cenário de filme de terror.

7 – Coma algumas pralines
Essa cremosa mistura de açúcar, manteiga, creme e amêndoas é o doce típico da cidade e tem aparência semelhante ao pé de moleque feito no Brasil. Dezenas de lojas vendem essa delícia, uma das muitas heranças da culinária francesa em Nova Orleans, e fazem questão de oferecer aos turistas amostras grátis.

8 – Cozinha a céu aberto
Nas manhãs de sábado, um passeio diferente e enriquecedor pode ser feito pelo Mercado dos Fazendeiros da Cidade Crescente, no 750 da Carondelet Street. Na feira, que vende de pescados frescos a hortaliças e frutas cultivadas na região, é possível aprender sobre a famosa cozinha local com aulas gratuitas de culinária.

9 – Memórias literárias

Visite endereços onde moraram grandes escritores da literatura americana, como Tennessee Williams, autor de Um bonde chamado desejo, William Faulkner, O som e a fúria; Truman Capote, Bonequinha de luxo; Thornton Wilder, O oitavo dia; Walker Percy, A segunda vinda) e Anne Rice, Entrevista com o vampiro.

(foto: Rafael Alves/CB/D.A Press)
(foto: Rafael Alves/CB/D.A Press)

10 – Nascer do sol 

Acorde pouco antes de amanhecer e vá ao Woldenberg Park, às margens do Rio Mississippi, para ver o nascer do sol. Uma experiência incrível a apenas duas quadras do French Quarter. Bem cuidado, o parque tem uma extensa pista de corrida e garante visão privilegiada dos grandes barcos que navegam pelo rio.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade