Publicidade

Correio Braziliense VIENA

Pura magia, o clássico e o moderno estão em perfeita harmonia em Viena

O clássico e o moderno estão em perfeita harmonia. A arquitetura, a gastronomia, a arte e a cultura tanto remetem ao passado quanto festejam o presente e apontam para o futuro


postado em 26/04/2018 10:00

Do lado oposto do centro histórico, os prédios modernos criam uma paisagem futurista na orla do Danúbio(foto: pxhere/Reprodução)
Do lado oposto do centro histórico, os prédios modernos criam uma paisagem futurista na orla do Danúbio (foto: pxhere/Reprodução)


A arquitetura da capital austríaca é outro capítulo à parte. No Centro Histórico de Viena encontra-se a bela Catedral Santo Estêvão, uma das maiores catedrais góticas medievais, do século 11, cuja torre principal tem 137 metros, além de vários cafés, restaurantes e as principais lojas da capital austríaca. Na porta da catedral, homens vestidos com roupas antigas e perucas, vendem tíquetes para a Haus der Musik (casa de ópera). Por 49 euros, você tem assento na primeira fila para assistir às peças de Mozart, Strauss, Haydn e Vivaldi. É simplesmente lindo.

Imperdível é o passeio mágico pela história de Viena. Trata-se do Time Travel, um museu interativo localizado no Centro Histórico com um guia que vai narrando em inglês os principais momentos desde a fundação da cidade pelos romanos, no século 1, até os dias de hoje. Um cinema em 5D traz toda a realidade virtual desta passagem de tempo e é muito divertido e informativo. Você se sente parte da história. É um passeio que encanta adultos e crianças.

Riesenrad é a mais antiga roda-gigante do mundo(foto: pxhere/Reprodução)
Riesenrad é a mais antiga roda-gigante do mundo (foto: pxhere/Reprodução)

Do lado oposto do Centro Histórico, atravessando o Rio Danúbio, encontra-se o Riesenrad (a mais antiga roda-gigante do mundo) e o Museu de Cera Madame Tussauds. Para conhecer bem e explorar todas as atrações de Viena, o ideal é programar uma viagem de pelo menos cinco dias. É muita coisa para fazer e, em alguns museus ou espaços públicos, como caminhar pelas ruas da cidade, você acaba perdendo várias horas diante de tanta beleza, glamour, história e diversão.

 A Haus der Musik tem apresentações de ópera(foto: pxhere/Reprodução)
A Haus der Musik tem apresentações de ópera (foto: pxhere/Reprodução)

Mas Viena tem muitos museus, palácios e casas de óperas para explorar em qualquer estação do ano. No verão, os turistas podem assistir a concertos gratuitos em praças. Já no inverno, o frio intenso (com temperaturas negativas) limita os passeios à noite a casas de óperas, restaurantes e cafés, que, no entanto, fecham cedo. Depois das 23h, o movimento nas ruas diminui consideravelmente. Com o Vienna Pass, por exemplo, o visitante tem quatro linhas de rotas (amarela, vermelha, azul e verde), que permitem conhecer toda a cidade por 24 horas, além de acesso gratuito a diversos museus. O preço do Vienna Pass varia de 59 a 124 euros, dependendo do número de dias que o visitante comprar. Sem as atrações incluídas, o preço é 25 euros.

A linha amarela faz a rota do quarteirão dos museus. É um passeio imperdível. Na Praça Maria Theresa (Maria Theresien Platz) estão o museu de História da Arte e de História Natural, de um lado, e, de outro lado, o Leopold Museu (coleção de arte moderna austríaca). No caminho, um áudio guide em 12 idiomas, inclusive o português, vai contando a história da cidade, dos monumentos, do seu passado e de como Viena está se projetando para o futuro. Após o passeio pelos museus, vale caminhar pela região, que conta com bons restaurantes e cafés.

Catedral Santo Estêvão é uma das maiores do estilo gótico(foto: pxhere/Reprodução)
Catedral Santo Estêvão é uma das maiores do estilo gótico (foto: pxhere/Reprodução)

Outro museu que merece ser visitado é o Albertina, que fica próximo ao Palácio Hofburg e colado na famosa Ópera de Viena, na área central da cidade. O espaço, que por si só já é exuberante, abriga exposições permanentes e temporárias de grandes artistas, como Monet, Manet, Da Vinci e Degas, entre outros. O passeio pode ser feito na rota da linha vermelha, que circula por todas as atrações do Centro de Viena.


Imperdíveis

Tiergarten Schönbrunn

Ingressos a 18,50 euros, adultos; 9 euros, crianças não pagam

Haus der Musik

Ingressos — de 39 euros a 49 euros

Museu de História de Viena
Ingressos — 15 euros

La Orquesta Residencial de Viena no Palais Auersperg

Apresentações diárias
Ingressos — de 45 a 65 euros

Time Travel in Vienna
Magic Vienna History Tour
Ingressos — de 15,60 a 26 euros

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade