Publicidade

Correio Braziliense AQUI PERTO

Além do sertanejo, Goiânia concentra o maior polo de moda do País

Quem pretende reservar um período para fazer compras, deve se organizar. A capital de Goiás abriga inúmeras feiras, principalmente de confecções com preços populares. São shoppings a céu aberto, com produtos para todos


postado em 08/07/2018 10:00 / atualizado em 04/07/2018 16:33

(foto: Wesley Costa/ Gov Goiás/ Divulgação - 11/3/16)
(foto: Wesley Costa/ Gov Goiás/ Divulgação - 11/3/16)


Você pode escolher entre feiras, lojas a céu aberto e shoppings. O ideal é que reserve pelo menos um dia inteiro ou dois para encher as malas, a preços compensadores, na Região da 44, local onde estão concentradas as mais de 30 mil lojas, em um perímetro de 1,5 quilômetro. A região inteira é dedicada ao setor de confecções e atrai turistas e sacoleiros de todos os cantos do Brasil e de países da América do Sul, como Uruguai, Paraguai, Bolívia e Argentina. Conta com boa rede hoteleira e fica ao lado da rodoviária, que, inclusive, abriga um dos shoppings com centenas de lojas que oferecem preços populares para atacado e varejo. Por mês, a estimativa da Associação Empresarial da Região da 44 (AER-44) é de que mais de 700  fazer compras, chegando a 1 milhão nos meses com datas comerciais como Natal e Dia das Mães.

O local é um verdadeiro shopping a céu aberto, com lojas, galerias, hotéis e praças de alimentação. Em apenas um dos centros comerciais, o Mega Moda, inaugurado em 2011, são cerca de 1,3 mil lojas. Lá é possível encontrar roupas com preços populares, como camisas masculinas a R$ 15, calças a R$ 30, entre outros produtos. A qualidade? Varia de acordo com o preço. Existem lojas com preços um pouco mais “salgados”, mas que oferecem uma confecção melhor, com cortes alinhados e tecidos finos. E sabe aquele ditado que diz que a propaganda é a alma do negócio? Então, não se assuste se você se deparar com diversas pessoas andando pelo local com roupas com etiquetas. Nenhuma delas se esqueceu de tirar o item da roupa. É que as lojas usam modelos vivos para atrair clientes.

Ao ar livre

Na mesma região ocorre a feira hippie, criada na década de 1970, que hoje é considerada a maior feira ao ar livre da América Latina. São mais de 6 mil barraquinhas montadas todos os domingos, na Praça do Trabalhador. Dizem, inclusive, que o comércio na região foi alavancado em 1995, depois da transferência da feira para o local. Antes, ela era realizada na Praça Cívica, no Centro da cidade. Em busca de melhor estrutura, os barraqueiros começaram a migrar para as lojas da rua e, em pouco tempo, muitos comerciantes seguiram o mesmo caminho, transformando a região.

Na sombra, com música

 

(foto: Silvio Quirino/ Goiás Turismo/Divulgação - 16/7/13)
(foto: Silvio Quirino/ Goiás Turismo/Divulgação - 16/7/13)


A cidade, com localização privilegiada, está no centro do país e tem voos diários saindo de todas as regiões do Brasil. Além de ser reconhecida como a Capital do Sertanejo e ter uma cena forte de música rock and roll, pode-se dizer que Goiânia, a capital de Goiás, tem pretensões um tanto ousadas para os próximos dois anos. Ultrapassar a Região do Brás, em São Paulo, e se tornar o maior polo de moda do país. Hoje, a cidade ostenta o segundo lugar como polo distribuidor de vestuário e há quem diga que comerciantes da capital paulista já recorrem à região como fonte de matéria-prima para seu comércio. O que mais atrai esses compradores? A diversidade das peças comercializadas, que englobam desde moda masculina e feminina, modinha, moda praia e moda íntima até o jeans, tradicionalmente o forte da produção goiana.

(foto: Wesley Costa/ Gov. Goiás/ Divulgação)
(foto: Wesley Costa/ Gov. Goiás/ Divulgação)


Entre os benefícios de ter sido planejada, Goiânia também ostenta outro título importante, além do acervo de art déco. É a capital brasileira que tem a maior quantidade de metros quadrados de áreas verdes por habitante (94m²), muito acima dos 12m² recomendados pela ONU. São cerca de 40 parques urbanos distribuídos na cidade, uma das mais arborizadas do país. Os espaços são sempre bem aproveitados pelos habitantes e viajantes. Além do convívio com a fauna e a flora, a maioria dos parques da cidade possibilita opções de lazer, como pistas de caminhada, estações de ginástica, centros de convivência e parques infantis. (FM)

 

O estilo moderno marca o prédio da casa da Música. A capital de Goiás é conhecida pelo estilo sertanejo, de onde saíram os cantores como Leonardo (foto: Guto Costa/Divulgação - 4/9/11 )
O estilo moderno marca o prédio da casa da Música. A capital de Goiás é conhecida pelo estilo sertanejo, de onde saíram os cantores como Leonardo (foto: Guto Costa/Divulgação - 4/9/11 )

 

Para relaxar

 

(foto: Goiás Turismo/ Divulgação)
(foto: Goiás Turismo/ Divulgação)


Parque Flamboyant

    Tem dois lagos com fonte luminosa, ponte de madeira, mirante, parque infantil, ciclovia, pista de cooper, estação de ginástica, caminhos internos e, segundo a prefeitura, em breve contará com um jardim japonês.
    Onde fica: entre as ruas 15, 12, 46, 55, 56 e a Avenida H, no Jardim Goiás, na Região Sudeste

Parque Vaca Brava

    Tem lago, parque infantil, estação de ginástica, pista de cooper, mirante e áreas de convivência
    Onde fica: entre as avenidas T-10, T-13, T-5, T-66 e T-15, no setor Bueno, na Região Sul de Goiânia

(foto: Silvio Quirino/Goiás Turismo/Divulgação - 20/12/10)
(foto: Silvio Quirino/Goiás Turismo/Divulgação - 20/12/10)


Lago das Rosas

    Têm elementos representativos do estilo art déco, como um trampolim e muretas. Conta com pista de caminhada, estação de ginástica e quadras poliesportivas
    Onde fica: ao lado do zoológico, entre a Alameda das Rosas e a Avenida Anhanguera, nos Setores Central e Oeste, na Região Central de Goiânia.


Jardim Botânico

    É a maior unidade de conservação de Goiânia, com 1 milhão de metros quadrados. Abriga remanescente de área fechada de mata, com espécies nativas do cerrado e animais silvestres. Construído em 1938, abriga um borboletário, tem lago, pista de caminhada e trilhas ecológicas
    Onde fica: entre a Alameda do Contorno e as avenidas Botânico, Jardim Botânico e Antônio de Queiroz Barreto, no Setor Pedro Ludovico, na Região Sul.

 

Programe-se

Feira Hippie
» Endereço: Praça do Trabalhador, Centro
» Funcionamento: aos domingos, das 7h às 14h

Feira do Cerrado

» Endereço: Parque da Criança, atrás do Estádio Serra Dourada
» Funcionamento: às quintas-feiras, das 17h às 22h; aos domingos, das 9h às 13h

Feira da Lua
» Endereço: Praça Tamandaré, Setor Oeste
» Funcionamento: aos sábados, das 15h às 21h

Feira do Sol
» Endereço: Praça do Sol, Setor Oeste
» Funcionamento: aos domingos, das 16h às 20h

Feira das Nuvens
» Endereço: Avenida Perimetral, Setor Coimbra
» Funcionamento: aos domingos, a partir das 4h

 

* A repórter viajou a convite do Holiday Inn Goiânia, Avianca Brasil e da Agência Municipal de Turismo,  Evento e Lazer de Goiânia

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade