Publicidade

Correio Braziliense VOLTA AO MUNDO

A ajuda das agências de viagem com roteiros para sonhar e realizar

Pelo ar ou pelo mar, empresas especializadas facilitam o trabalho de quem pretende conhecer diversos lugares em viagens longas


postado em 14/09/2018 10:00 / atualizado em 12/09/2018 15:01

(foto: Jordan Travel Board/Divulgação)
(foto: Jordan Travel Board/Divulgação)


Agências de viagem facilitam a organização de quem pretende se aventurar mundo afora. Uma das principais empresas turísticas do país incluiu nos seus produtos, desde 2015, o “Roteiros de Volta ao Mundo”. Com ele, o cliente pode escolher as paradas que quer fazer pelo caminho. Para considerar uma viagem de volta ao mundo é preciso planejamento, como iniciar e finalizar o roteiro no mesmo país (não necessariamente na mesma cidade), fazer a volta em um único sentido e, obrigatoriamente, a travessia pelos oceanos Atlântico e Pacífico a partir de uma parada em cada área. A viagem deve durar, no mínimo, 10 dias e até um ano e ser composta de três a 15 paradas.

O valor da passagem nesse roteiro é determinado pela distância entre as cidades, considerando fatores como: país de origem, número de escalas do itinerário e classe de assento escolhida. Na prática, uma rota com, no máximo, cinco paradas, que some 26.000 milhas em classe econômica especial, custa a partir de US$ 3.350. Para viajar em primeira classe, o mínimo de paradas são 15 e iniciam com um total de 29.000 milhas e valores a partir de US$ 13.641. Já em classe executiva, a tarifa custa US$ 8.162. Os valores incluem apenas as passagens aéreas, mas a agência pode cotar diárias de hospedagens em cada parada e serviços adicionais como passeios, seguro viagem, locação de carros, venda de bilhetes de trem e outros.

Nas ondas

O mar é caminho para os cinco continentes. Os cruzeiros marítimos conquistam os viajantes pela comodidade e praticidade. Escolher o navio como meio de transporte evita o estresse dos aeroportos, o tempo de arrumar e desfazer a mala, a busca por restaurantes. Na prática, é como se o hotel viajasse para cada porto.

Um dos roteiros programados para o próximo ano é a volta ao mundo da Regent Seven Seas. Serão visitados 30 países em todos os continentes. Serão 117 noites, e o turista poderá visitar 56 locais considerados pela Unesco patrimônios da humanidade. De Miami (EUA) a Barcelona (Espanha), serão 61 portos  a serem visitados. Em 11 daeslocamentos, distribuídos pelo trajeto, será preciso pernoitar no mar.

“Pensamos em projetar roteiros para levar os visitantes a locais que eles desejam explorar, desde destinos icônicos até joias ocultas que só podem ser acomodadas em um cruzeiro com essa magnitude”, explica Jason Montague, presidente e diretor executivo da Regent Seven Seas Cruises. “Os hóspedes embarcam em cruzeiros de volta ao mundo para descobrir muitos destinos em uma única viagem com experiências imersivas, visitas a museus e locais históricos, além de apreciar as artes e a cultura locais e aproveitar exclusivas atividades, o que somado fornece uma maneira única de entender nosso mundo.

Impérios perdidos

(foto: ViraVolta/Divulgação)
(foto: ViraVolta/Divulgação)


Partindo de Miami, os hóspedes irão explorar as pitorescas ilhas do Caribe antes de atravessar o Canal do Panamá para explorar a costa oeste da América do Sul. Esta etapa da viagem incluirá visitas a Chan Chan - uma antiga cidade construída pelos antepassados dos antigos Incas — bem como Machu Picchu e as Linhas de Nazca no Peru.

Areias antigas
(foto: ViraVolta/Divulgação)
(foto: ViraVolta/Divulgação)

Fazendo o caminho da Indonésia para Omã, os destinos asiáticos incluem Fujairah — o único dos sete emirados que compõe os Emirados Árabes Unidos que não está localizado no Golfo Pérsico. O destino está situado entre as belas montanhas de Hajar e cercado pelas águas azuis do Golfo de Omã.

Ilhas intocadas
(foto: ViraVolta/Divulgação)
(foto: ViraVolta/Divulgação)

Navegando pelas águas azul-turquesa entre a Polinésia Francesa, Nova Zelândia e Austrália, os viajantes encontrarão belas praias, ilhas imaculadas e vida marinha majestosa, especialmente em lugares menos conhecidos como a Bay of Islands, um pequeno e impressionante distrito da Nova Zelândia. Outros destaques incluem a exploração da Grande Barreira de Corais e as 74 ilhas que compõem a Whitsunday — a maioria das quais são desabitados parques nacionais, tornando-se um dos lugares menos tocados do mundo.

Litorais Míticos
(foto: ViraVolta/Divulgação)
(foto: ViraVolta/Divulgação)

No Mediterrâneo, os turistas visitarão Limassol — onde poderão se deslocar por um lindo litoral na Praia do Governador — e o menos conhecido povoado de Furore. Com seu magnífico fiorde, Furore é uma fortaleza natural escondida do mundo e apenas iluminada pelo sol à tarde, tornando-se o local perfeito para um mergulho depois de um delicioso almoço. Os aventureiros que navegarem por essas 33.500 milhas náuticas desfrutarão de pernoites em Lima, Peru; Hanga Roa, Ilha de Páscoa; Auckland, Nova Zelândia; Brisbane, Austrália; Bali, Indonésia; Cingapura; Mumbai, Índia; Dubai, Emirados Árabes Unidos; Luxor (Safaga), Egito; Jerusalém (Haifa), Israel; e Istambul, Turquia.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade